Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 6º MÁX 18º

Bruxelas anuncia criação de seis novos centros de combate à desinformação

A Comissão Europeia anunciou hoje a criação de seis novos centros multinacionais de combate à desinformação, que se somam aos oito já existentes, passando a cobrir todos os 27 países da União Europeia (UE).

Bruxelas anuncia criação de seis novos centros de combate à desinformação

Os novos centros farão parte do Observatório Europeu dos Meios de Comunicação Digital (EDMO, na sigla em inglês), plataforma independente para verificadores de factos, investigadores, académicos e outros parceiros relevantes que contribuem para combater a desinformação na Europa.

Os novos centros estarão operacionais a partir do início do próximo ano e complementam os atuais oito já em funcionamento desde 2021, entre os quais se inclui o Iberian Digital Media Research and Fact-Checking Hub (IBERIFER), que abrange Portugal e Espanha e do qual faz parte a Agência Lusa.

Os seis novos centros beneficiarão de um financiamento da UE de cerca de oito milhões de euros a partir do Programa Europa Digital e abrangerão a Áustria, Bulgária, Croácia, Chipre, Estónia, Alemanha, Grécia, Hungria, Letónia, Lituânia, Malta, Roménia e Eslovénia.

O objetivo é criar "uma rede capaz de detetar e analisar campanhas de desinformação, organizar atividades de literacia mediática a nível nacional ou multinacional e outras atividades de apoio à luta contra a desinformação", segundo a Comissão Europeia.

"A garantia de transparência, a sensibilização e a verificação de factos estão entre as ferramentas mais importantes de que dispomos para combater a desinformação online. Estamos a assegurar que isto seja feito de forma eficiente e que os resultados estejam disponíveis para cada um dos europeus", afirmou a vice-presidente da UE para Valores e a Transparência, Vera Jourová

A responsável europeia assumiu o compromisso de continuar a desenvolver as capacidades do Observatório Europeu dos Meios de Comunicação Digital, assinalando que "isso também irá reforçar os esforços para combater a propaganda de guerra da Rússia em todos os países da UE e em todas as línguas".

Por seu lado, o Comissário para o Mercado Interno, Thierry Breton, adiantou que a UE está a reforçar as suas ações contra a desinformação e sublinhou a importância do EDMO neste contexto.

"A nova Lei dos Serviços Digitais - a peça central da UE para tornar o espaço online mais seguro que acaba de entrar em vigor - irá colocar a nossa luta contra a desinformação num novo nível", sublinhou.

Os oito centros operacionais desde 2021 abrangem a Irlanda, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Finlândia, França, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Polónia, Portugal, Eslováquia, Espanha, Suécia, bem como Noruega.

Leia Também: Bruxelas alerta para "ameaça" da gripe, covid e vírus respiratório

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório