Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 6º MÁX 18º

Cinco cartas-bomba detetadas em Espanha. Uma era para Pedro Sanchéz

Depois da explosão registada na embaixada ucraniana, as autoridades espanholas detetaram uma série de cartas-bombas em várias localizações, em Madrid e Saragoça. O governo apelou à tranquilidade da população.

Cinco cartas-bomba detetadas em Espanha. Uma era para Pedro Sanchéz
Notícias ao Minuto

09:56 - 01/12/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

As autoridades espanholas informaram esta quinta-feira que foi detetado um envelope com "material pirotécnico" que tinha como destinatário Pedro Sánchez, o primeiro-ministro espanhol, o quinto até agora.

Segundo as informações dadas pelo governo espanhol à imprensa, e confirmadas por volta das 11h20 em conferência de imprensa, a encomenda foi recebida no passado dia 24 de novembro e será semelhante às cartas-bombas encontradas nas últimas 24 horas em Madrid e Saragoça.

O governo confirma que foram detetadas encomendas que tinham como alvos o presidente do governo espanhol, a ministra da Defesa o diretor do Centro de Satélites, na base aérea de Torrejón de Ardoz, que somam-se às duas encontradas na quarta-feira.

No total, são então cinco as encomendas suspeitas que chegaram às mãos das autoridades espanholas, incluindo o incidente na embaixada da Ucrânia e a descoberta numa fábrica em Saragoça.

A carta enviada ao primeiro-ministro foi detetada e neutralizada pelos serviços de segurança da presidência do governo espanhol, acrescentou ainda o porta-voz do governo. O engenho suspeito foi enviado através de correio postal normal, sem indicação de remetente.

Na conferência de imprensa, o porta-voz do governo disse que as cinco cartas têm todas as mesmas características técnicas, o que faz as autoridades acreditar que tenham sido enviadas pelos mesmos autores.

A carta foi intercetada no passado dia 24 de novembro e foi notificada ao Tribunal Nacional, mas só foi comunicada hoje, depois de o Ministério da Defesa ter recebido esta manhã uma carta incendiária não-explosiva, que se ativa quando é aberto o selo. O engenho foi também detetado pelos serviços de segurança.

Esta madrugada, as autoridades espanholas encontraram a terceira carta-bomba na base aérea espanhola, localizada na periferia de Madrid. O engenho foi detetado graças a uma análise de raios-X e continua um "artefacto incendiário" e tinha como destinatário um novo Centro de Satélites, que tem ajudado a Ucrânia com serviços de inteligência.

A sequência de explosivos começou na tarde de quarta-feira, quando uma carta-bomba explodiu na embaixada ucraniana, em Madrid, deixando ferimentos leves num segurança. O engenho tinha como destinatário o embaixador ucraniano e suscitou preocupações por parte do ministério dos Negócios Estrangeiros em Kyiv.

As autoridades estão a estudar a possibilidade de este se tratar de um ato de terrorismo, mas a investigação ainda não foi concluída. Está também a ser estudada a ligação entre todos os eventos.

Horas depois da primeira carta-bomba, foi detetado um novo dispositivo, desta vez numa fábrica de armamento em Saragoça, tendo sido detonada em segurança pela polícia.

No final da conferência de imprensa desta manhã, o governo apelou à tranquilidade da população, salientando o trabalho realizado pelas autoridades policiais para detetar e neutralizar as ameaças.

[Notícia atualizada às 11h28]

Leia Também: Encontrada terceira carta-bomba em base aérea em Espanha

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório