Meteorologia

  • 01 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Brasil. Polícia investiga envolvimento de terceiros em ataque a escolas

Adolescente, de 16 anos, matou quatro pessoas e fez vários feridos.

Brasil. Polícia investiga envolvimento de terceiros em ataque a escolas
Notícias ao Minuto

12:31 - 28/11/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Brasil

A polícia não descarta o envolvimento de outras pessoas no ataque a tiro, levado a cabo em duas escolas de Aracruz, no estado brasileiro do Espírito Santo, na sexta-feira. 

Segundo o site G1, no seu depoimento, o atirador, um jovem de 16 anos, disse que agiu sozinho, contudo, apesar destas declarações, as autoridades continuam a investigar se o suspeito recebeu a ajuda de outras pessoas no massacre.

"Ele disse que agiu sozinho, mas isso não é suficiente para a polícia. A polícia vai de fato fazer toda a investigação técnica", disse o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, citado pelo site brasileiro.

As autoridades investigam, entre outros factos, o acesso e habilidade do suspeito com armas, o facto de saber conduzir e o acesso a um carro, bem como a sua possível ligação a grupos extremistas, uma vez que, no dia do crime, o jovem usava roupa com um símbolo nazi.

"A investigação que vai dizer como ele com 16 anos tinha tanta habilidade com armas e como ele conseguiu carregar e recarregar", acrescentou o governador, confirmando que as armas usadas eram do pai do suspeito, polícia militar.

Recorde-se que, na sexta-feira de manhã, o adolescente entrou na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Primo Bitti e começou a disparar mal entrou no recinto. Depois, deslocou-se até à sala dos professores, onde matou duas docentes e fez vários feridos.

De seguida, foi de carro até à escola particular Centro Educacional Praia de Coqueiral, provocando a morte de uma criança, de 12 anos.

Mais tarde, uma professora, que lecionava na primeira escola, acabou por sucumbir aos ferimentos, elevando para quatro o número de mortos.

Há registo de cerca de uma dezena de feridos, dos quais sete permanecem internados.

Leia Também: Sobe para quatro o número de vítimas do massacre em escolas do Brasil

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório