Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 16º

Unionistas exortam UE a resolver impasse na Irlanda do Norte

O líder do Partido Democrata Unionista (DUP), Jeffrey Donaldson, exortou hoje a União Europeia (UE) a "esforçar-se" para resolver o impasse na Irlanda do Norte resultante do 'Brexit' antes do 25.º aniversário do acordo de paz, dentro de cinco meses.

Unionistas exortam UE a resolver impasse na Irlanda do Norte
Notícias ao Minuto

16:36 - 24/11/22 por Lusa

Mundo Irlanda do Norte

Numa conferência de imprensa hoje em Londres, o político admitiu que a falta de um entendimento pode ensombrar as celebrações do aniversário do Acordo de Paz Belfast/Sexta-Feira Santa, assinado em 10 de abril de 1998.

"Devemos estar todos compelidos a redobrar os nossos esforços para resolver esta questão. Não quero chegar no próximo ano a uma situação em que não tenhamos muito para celebrar", afirmou num evento organizado pela Associação de Imprensa Estrangeira.

Donaldson saúda o regresso às negociações, mas diz que tem de existir envolvimento político tanto da UE como do Governo do Reino Unido para além das questões técnicas e descreve as propostas de Bruxelas como "pensos rápidos". 

"Esse envolvimento político tem de ser significativo e tem de abordar a questão central que está no cerne da questão. Queremos ver a Irlanda do Norte colocada no interior do mercado interno do Reino Unido", argumentou.

O líder do DUP defende a solução delineada na proposta de lei do Governo britânico para suspender partes do Protocolo, que prevê "a dupla regulamentação como meio de assegurar que a Irlanda do Norte possa fazer comércio no mercado interno do Reino Unido, mas protegendo o comércio transfronteiriço e a integridade do mercado único da UE".

"A UE está agora disposta a fazer uma acomodação? Estará a UE disposta a esforçar-se?", questionou.

Desde fevereiro que a província britânica não tem um governo autónomo em funções devido à recusa do DUP em formar um executivo, paralisando as instituições políticas regionais. 

Em maio, as eleições regionais resultaram numa vitória, pela primeira vez, do partido rival Sinn Féin, mas como o governo da Irlanda do Norte funciona num modelo de partilha de poder, não pode ser constituído sem o DUP, o segundo partido mais votado. 

Como condições para viabilizar o funcionamento da assembleia e governo regionais, os unionistas querem a alteração fundamental do Protocolo que faz parte do acordo de saída do Reino Unido da UE, negociado em 2019. 

Para evitar uma fronteira física com a República da Irlanda, que faz parte do mercado único europeu, o Protocolo manteve o território alinhado com as regras europeias, impondo controlos e documentação adicionais a bens que chegam do Reino Unido à Irlanda do Norte.

Isto resultou em fricções e, segundo o líder do DUP, uma subida dos preços em 18% de alguns produtos alimentares para além do aumento da inflação, atualmente em 11,1%, o que está a agravar a crise do aumento do custo de vida. 

Donaldson rejeitou que o partido esteja a ser "inflexível" e alega que a posição firme tem vindo a ganhar apoio, com a popularidade nas sondagens a subir para 27% desde as eleições de maio, quando recolheu 21% dos votos. 

"Longe de proteger o Acordo de Sexta-feira Santa, e as instituições políticas que dele decorrem, o Protocolo perturbou o acordo e prejudicou o consenso intercomunitário necessário para que o acordo funcione e as instituições funcionem", argumentou.

Leia Também: Legislação permite prorrogar eleições na Irlanda do Norte até abril 2023

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório