Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 21º

Especialistas da ONU pedem investigação a recente repressão no Irão

Vinte relatores e outros especialistas das Nações Unidas (ONU) pediram hoje um mecanismo internacional de investigação sobre a situação de direitos humanos no Irão, a ser discutido numa sessão especial do Conselho de Segurança.

Especialistas da ONU pedem investigação a recente repressão no Irão
Notícias ao Minuto

17:14 - 26/10/22 por Lusa

Mundo Irão

A petição, à luz da recente repressão aos protestos pela morte da jovem Mahsa Amini, é apoiada, entre outros, pelo relator especial para o Irão, Javaid Rehman, e pelos seus homólogos pela liberdade de expressão, Irene Khan, e pelos direitos humanos, Mary Lawlor, entre outros.

Num comunicado, os relatores e especialistas reiteraram a sua condenação aos assassínios e repressão pelas forças de segurança iranianas após a morte de Amini, que estava sob custódia policial depois de ser detida pela polícia da moralidade por alegadamente não usar corretamente o véu islâmico, e exigiram a investigação de alegações de detenções arbitrárias, uso excessivo de força, tortura, desaparecimentos forçados e violência sexual e de género.

"Estamos profundamente preocupados com os frequentes relatos que denunciam o uso deliberado e ilegal de munição real, projéteis de metal e balas contra manifestantes pacíficos", acrescentaram os especialistas das Nações Unidas.

A nota oficial também ecoa denúncias de violência física e sexual contra mulheres e meninas durante os protestos, assim como atos de intimidação contra familiares de manifestantes para extrair falsos testemunhos.

"Vemos essas violações como parte de uma contínua discriminação de género, contemplada por leis, políticas e estruturas sociais, que tem sido devastadora para mulheres e meninas naquele país há décadas", apontam.

Leia Também: Irão. Polícia dispara contra multidão em homenagem a Mahsa Amini

Recomendados para si

;
Campo obrigatório