Meteorologia

  • 31 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 14º

Russos navegam cerca de 500 km até ao Alasca para fugir a serviço militar

Dupla pede agora asilo aos Estados Unidos.

Russos navegam cerca de 500 km até ao Alasca para fugir a serviço militar

Dois russos pediram asilo ao governo dos Estados Unidos, depois de terem sido identificados quando atracaram na ilha de St. Lawrence, no estado norte-americano do Alasca. Apesar de o caso ter sido conhecido na terça-feira, não é especificado quando é que o desembarque nesta comunidade, com cerca de 600 pessoas, aconteceu.

"Dadas as elevadas tensões com a Rússia, o senador [Dan] Sullivan chamou o secretário de Estado da Segurança Nacional [Alejandro Mayorkas] e falou com ele sobre a situação, assim como outra pessoa deste departamento", explicou um porta-voz de Sullivan, que é o senador pelo estado do Alaska.

Ao Alasca News Source, uma fonte disse que a dupla disse que tinha viajado desde a cidade de Egvekinot, e navegado cerca de 300 milhas, o que são quase 500 km.

O caso foi passado para o governo norte-americano dado que os dois homens alegaram que estavam a evitar o serviço militar obrigatório, que, de acordo com os diplomas assinados pelo presidente da Rússia, fará com que os homens sejam elegíveis para combater na Ucrânia.

Também o governador do Alasca já comentou o caso, tendo dito, de acordo com as publicações internacionais, que os dois homens se encontram na cidade de Anchorage, no Alasca. “Não prevemos um fluxo contínuo de indivíduos ou uma flotilha [parte de uma frota] de embarcações. Não temos indicação de que isso possa acontecer, isto pode ser caso único", explicou Mike Dunleavy.

Leia Também: Rússia quer votação secreta da resolução da Assembleia-Geral da ONU

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório