Meteorologia

  • 02 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 5º MÁX 13º

Espanha. Onze detidos por recrutarem e doutrinarem jovens para o Daesh

As detenções ocorreram na sequência de duas operações em Espanha, que envolveram mais de 100 agentes da polícia nas cidades de Melilla e Granada.

Espanha. Onze detidos por recrutarem e doutrinarem jovens para o Daesh
Notícias ao Minuto

16:01 - 06/10/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Espanha

A Polícia Nacional espanhola deteve, na terça-feira, onze pessoas - dez em Melilla e uma em Granada - por suspeitas da prática dos crimes de “pertença a um grupo terrorista, glorificação, doutrinação e treinamento terrorista”, revelou aquela autoridade, esta quinta-feira.

As detenções ocorreram na sequência de duas operações em Espanha, que envolveram mais de 100 agentes da polícia nas cidades de Melilla e Granada. Foram ainda detidas outras duas pessoas em Marrocos, numa operação entre as autoridades espanhola e marroquina e a Europol.

Segundo as autoridades, “os detidos partilhavam os postulados da organização terrorista DAESH e doutrinavam terceiros, principalmente jovens”.

A Operação Talikodos, na qual foram efetuadas nove detenções, “é o resultado de uma longa investigação iniciada através das redes”, onde foi possível apurar que os detidos “alegadamente realizaram atividades destinadas a recrutar e doutrinar pessoas, principalmente jovens da cidade autónoma de Melilla, atuando tanto virtual como fisicamente”.

Na sequência das investigações policiais, “foi confirmada a existência de um grupo de pessoas dedicadas à criação, edição e divulgação de conteúdos audiovisuais radicais em redes sociais”. O material foi visto por “um grande número de pessoas”.

Em comunicado, a polícia espanhola revelou ainda que o grupo era “apoiado por pessoas já condenadas no passado por crimes terroristas que não tinham abandonado os seus postulados jihadistas”.

A segunda operação - a Operação Marzu - também foi realizada através da análise das redes sociais e foi possível que, na cidade autónoma de Melilla, duas mulheres realizavam atividades “divulgação de conteúdos jihadistas através da edição de conteúdos audiovisuais alegadamente destinados à doutrinação nos postulados extremistas do Daesh”. As detidas utilizaram as redes sociais para recrutar e integrar pessoas para a organização terrorista.

“Estas mulheres produziram o seu próprio material audiovisual utilizando ficheiros distribuídos pelas empresas de produção da organização terrorista Daesh”, acrescentou a autoridade.

No total, foram revistadas treze habitações, doze em Melilla e uma Granada, tendo sido apreendida “uma grande quantidade de material documental e informático, bem como equipamento de vídeo utilizado para a produção de material audiovisual”.

Os onze detidos foram presentes esta quinta-feira a um tribunal espanhol, que decretou prisão preventiva para oito.

Leia Também: Espanha começa a julgar acidente de comboio que matou 80 pessoas em 2013

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório