Meteorologia

  • 03 FEVEREIRO 2023
Tempo
14º
MIN 6º MÁX 17º

Pelo menos 12 mortos num ataque de grupo armado no leste da Nigéria

Pelo menos 12 pessoas morreram no último domingo na Nigéria na sequência de um ataque de homens armados, ainda não identificados, a uma cidade do estado de Taraba, no leste do país, informou hoje a polícia.

Pelo menos 12 mortos num ataque de grupo armado no leste da Nigéria
Notícias ao Minuto

14:29 - 04/10/22 por Lusa

Mundo Nigéria

"Doze pessoas foram assassinadas por criminosos na cidade de Mubizen", afirmou hoje à agência de notícias espanhola Efe o porta-voz da polícia estadual de Taraba, Usman Abdullahi.

"Prendemos quatro pessoas envolvidas neste incidente e estamos a seguir outros", acrescentou o porta-voz da polícia.

De acordo com Usman Abdullahi, os agressores tinham armas pesadas e enganaram a população local ao dizer-lhes que eram vigilantes a perseguir criminosos.

"Também levaram mais de cem cabeças de gado, motocicletas e outros objetos", adiantou a mesma fonte.

No estado de Taraba, como em outros estados do centro e noroeste da Nigéria, há ataques incessantes de "bandidos" - termo usado no país para denominar os gangues de homens armados que cometem esses assaltos - e uma onda de sequestros em massa para resgates lucrativos.

A violência continua, apesar das repetidas promessas do Presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, de acabar com o problema e do envio de mais forças de segurança para aquela zona.

Em maio passado, um grupo de bandidos matou pelo menos 40 pessoas na cidade de Tati, que também pertence ao estado de Taraba.

Além disso, nesse estado também ocorreram ataques de grupos terroristas, como o Boko Haram ou o seu desdobramento, o Estado Islâmico na Província da África Ocidental (ISWAP), que tem as suas bases no nordeste da Nigéria.

Estes dois grupos já mataram mais de 35.000 pessoas e obrigaram cerca de 2,7 milhões a tornarem-se deslocados, principalmente na Nigéria, mas também em países vizinhos, como Camarões, Chade e Níger, segundo dados do governo e da ONU.

Leia Também: PR da Nigéria quer eleições livres, justas e transparentes em 2023

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório