Meteorologia

  • 28 NOVEMBRO 2022
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 17º

Ian. Mulher enfrentou cheias para ver se mãe de desconhecida estava bem

Idosa ficou sozinha em casa, sem acesso a meios de comunicação.

Ian. Mulher enfrentou cheias para ver se mãe de desconhecida estava bem
Notícias ao Minuto

16:10 - 30/09/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Florida

O furacão Ian deixou um rasto de destruição no estado da Flórida, nos Estados Unidos. Entre as marcas deixadas pela sua passagem, estão também muitas histórias de coragem e solidariedade, tal como aconteceu com Christine Bomlitz. 

Após o furacão ganhar força, na quarta-feira, a mulher esteve durante várias horas sem notícias da mãe, de 84 anos. A tempestade acalmou durante a noite, mas na quinta-feira de manhã, Christine, que vive em Las Vegas, continuava sem saber da mãe.

Desta forma, a mulher partilhou vários pedidos de ajuda nas redes sociais. 

"Algum dos meus amigos da Flórida conhece alguém em Englewood? Preciso de ver da minha mãe", escreveu numa publicação divulgada no Facebook.

Tal como conta a Associated Press, era impossível que a mãe de Christine entrasse em contacto. Além de ter perdido o telemóvel antes da tempestade, ficou depois sem acesso ao telefone fixo. Sem ter para onde ir, e sem ser resgatada por um veículo de evacuação, a mulher tentou proteger-se.

Na quinta-feira à tarde, Cheynne Prevatt, de 26 anos, que não conhecia a mulher, nem mesmo Christine, acabou por ir em seu socorro.

A jovem, que sofreu danos na sua própria casa, enfrentou cheias, com a água a dar-lhe pelo peito, para procurar a mãe de Christine, Shirley Affolter.

Shirley ficou separada dos vizinhos devido às inundações e não conseguiu escapar sozinha porque precisa de um andarilho para se deslocar.

Quando Prevatt entrou pela porta, encontrou a mãe de Christine em segurança.

“Eu não sabia quem ela era, mas ela ficou realmente surpreendida ao ver-me”, contou.

Mãe e filha falaram brevemente ao telefone e Prevatt conseguiu enviar uma foto de Shirley, para mostrar a Christine que a mãe estava bem.

“Sou grata por esta estranha”, disse Christine. “Uma total desconhecida. As pessoas são incríveis”, destacou.

Sublinhe-se que pelo menos 15 pessoas morreram devido à passagem do furacão Ian pelo estado da Florida.

Segundo a agência de notação Fitch Ratings, o furacão Ian terá causado danos materiais entre 30 mil milhões e 50 mil milhões de dólares (30,6 mil milhões e 51 mil milhões de euros).

Na noite de quinta-feira, mais de 2,3 milhões de habitações ou empresas estavam sem energia elétrica, segundo o site especializado PowerOutage.

Após perder força ao atravessar a Florida, tornando-se uma tempestade tropical, Ian tornou-se novamente um furacão nas águas do Atlântico e dirige-se atualmente aos estados da Geórgia, Carolina do Norte e Carolina do Sul, onde são esperadas inundações, tempestades e ventos fortes.

Leia Também: União Europeia condena e rejeita "anexação ilegal" das regiões ucranianas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório