Meteorologia

  • 02 FEVEREIRO 2023
Tempo
12º
MIN 5º MÁX 13º

Cavaco elogia exemplo que deve guiar quem exerce funções públicas

O antigo Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, prestou hoje homenagem à Rainha Isabel II, enaltecendo o seu "sentido de dever e serviço" ao longo de um "reinado ímpar", cujo exemplo "deve guiar todos os que exercem funções públicas".

Cavaco elogia exemplo que deve guiar quem exerce funções públicas
Notícias ao Minuto

21:46 - 08/09/22 por Lusa

Mundo Isabel II

"Neste momento histórico e de grande pesar, presto a minha homenagem a Isabel II, cujo exemplo de dedicação e serviço deve guiar todos os que exercem funções públicas", pode ler-se numa nota assinada por Cavaco Silva enviada à agência Lusa, poucas horas depois do anúncio da morte da monarca britânica.

Para o antigo chefe de Estado português, "a partida da Rainha Isabel II, no fim de um reinado ímpar em transformações sociais, económicas e políticas na Europa e no Mundo", é um momento para se refletir "sobre o sentido profundo de serviço que marcou a sua vida, em que relevou uma notável sabedoria".

Segundo Cavaco Silva, "impressiona o sentido de dever e de serviço de uma soberana que, até ao último dia da sua vida, exerceu com extraordinária dignidade as suas funções", recordando que o seu último ato oficial foi o "exercício do seu poder mais importante, o de convidar uma nova primeira-ministra a formar Governo".

O antigo Presidente da República recordou ainda as diversas vezes em que teve oportunidade de se encontrar com Isabel II ao longo do tempo em que exerceu funções públicas.

"A primeira foi em 1986, nas comemorações dos 600 anos do Tratado de Windsor, no Castelo que lhe deu o nome, em que celebrámos a antiga aliança que une os nossos países. A última foi em 2012, quando representei Portugal na abertura dos Jogos Olímpicos de Londres", lembrou.

Cavaco Silva afirmou que trocou com a Rainha "impressões em diferentes jantares oficiais por ocasião de cimeiras europeias", guardando "gratas memórias" destes momentos.

A Rainha de Inglaterra Isabel II morreu hoje aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia, foi anunciado pela família real.

"A Rainha morreu pacificamente em Balmoral esta tarde. O Rei e a Rainha Consorte permanecerão em Balmoral esta noite e voltarão a Londres amanhã [sexta-feira]", anunciou o Palácio de Buckingham em comunicado, numa referência a Carlos e Camilla.

A notícia foi conhecida após vários membros da família real terem viajado hoje subitamente para Balmoral para estar com a Rainha, depois da divulgação de um comunicado que dava conta da preocupação dos médicos com o estado de saúde da monarca de 96 anos.

Leia Também: Isabel II. Brasil decreta três dias de luto nacional

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório