Meteorologia

  • 01 DEZEMBRO 2022
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 15º

AO MINUTO: Zelensky agradece ajuda; Putin aceita que missão da AIEA

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Zelensky agradece ajuda; Putin aceita que missão da AIEA
Notícias ao Minuto

08:28 - 19/08/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Ucrânia/Rússia

A visita de António Guterres à Ucrânia alimentou informações de que o acordo de Istambul mediado pela ONU e pela Turquia abrisse caminho, mais que à exportação de cereais ucranianos, a um cessar-fogo, mas tal mantém-se uma miragem.

No final do encontro trilateral, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, defendeu estar convicto "de que a guerra acabará por terminar à mesa das negociações". Já Zelensky foi terminante ao abordar a questão, excluindo qualquer negociação de paz com Moscovo sem a retirada prévia das tropas russas do território da Ucrânia.

Hoje, a visita de Guterres à Ucrânia prossegue em Odessa (sul), cujo porto está a ser utilizado para a exportação de cereais ucranianos através do acordo impulsionado pela própria ONU e pela Turquia.

Fim de cobertura

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Boa noite! Damos por terminado o acompanhamento AO MINUTO dos desenvolvimentos da invasão russa da Ucrânia. Poderá acompanhar-nos novamente na manhã deste sábado. Bom fim de semana!

Zelensky agradece o pacote de ajuda americana

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Recorrendo à rede social Twitter, o presidente ucraniano disse: "Agradeço muito outro pacote de ajuda militar americana no valor de 775 milhões de dólares. Obrigado ao Presidente Joe Biden por esta decisão!"

"Demos mais um passo importante para derrotar o agressor. Vamos ser libertados!", acrescentou.

Biden apoiará Kyiv "pelo tempo necessário" e destina mais 772 milhões

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O Presidente norte-americano, Joe Biden, deixou hoje claro que continuará a apoiar a Ucrânia na defesa do seu país "pelo tempo que for necessário", direcionando mais 775 milhões de dólares (772 milhões de euros) para ajuda militar a Kiev.

Sobe para 21 o número de mortos no bombardeamento russo em Kharkiv

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Pelo menos 21 pessoas morreram e outras 40 ficaram feridas na sequência dos bombardeamentos russos na região de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, segundo o mais recente balanço divulgado, esta sexta-feira, pelas autoridades ucranianas.

EUA doam oito helicópteros militares à República Checa

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Os Estados Unidos vão entregar oito helicópteros militares à República Checa para reforçar a segurança daquele país europeu perante a invasão russa da Ucrânia, segundo a ministra da Defesa checa, Jana Cernochova.

Borrell apoia Guterres na condenação das ações russas em Zaporijia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, associou-se hoje ao secretário-geral da ONU, António Guterres, para condenar as ações das forças russas na central nuclear de Zaporijia e pedir a retirada daquela região.

"Apoio António Guterres na condenação das ações da Rússia em Zaporijia. Estas só podem ter consequências catastróficas. As visitas da Agência Internacional de Energia Atómica devem ser permitidas", sublinhou o alto representante da União Europeia (UE) para os Negócios Estrangeiros numa publicação na rede social Twitter.

"As forças russas devem retirar-se da área e devolver imediatamente o controlo total ao dono da soberania da Ucrânia", acrescentou.

Preço do gás com novo máximo devido a paragem anunciada no Nord Stream

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O preço do gás europeu continuou hoje a aumentar atingindo um novo recorde no encerramento, depois de ter sido anunciado que o fornecimento de gás através do gasoduto Nord Stream será interrompido durante três dias.

Putin aceita que missão da AIEA passe por território da Ucrânia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, aceitou que uma missão da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) à central nuclear de Zaporijia, controlada pelos militares russos, passe pela Ucrânia, anunciou hoje o Palácio do Eliseu.

EUA propõem Zelensky na cimeira do G20 se Putin também participar

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Os EUA propuseram que o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, também participe na cimeira dos líderes do G20 se o seu homólogo russo, Vladimir Putin, aceitar o convite da Indonésia e comparecer na reunião, marcada para novembro em Bali.

Rússia enviou carta à ONU e o tema são as "provocações" em Zaporíjia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Os responsáveis russos escreveram uma carta ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), avança a agência russa Tass, que cita uma fonte diplomática esta sexta-feira.

De acordo com esta fonte, os responsáveis da Rússia avisaram os responsáveis da ONU acerca de alegadas "provocações" planeadas pela Ucrânia no território onde está a central nuclear de Zaporíjia (Zaporizhzia).

O documento reitera ainda as alegações de que a Ucrânia está a planear "provocações" à central, que está sob controlo russo.

Rússia enviou carta à ONU e o tema são as "provocações" em Zaporíjia

O documento reitera as alegações de que a Ucrânia está a planear "provocações" à central.

Notícias ao Minuto | 18:48 - 19/08/2022

França nega "obstáculo" às exportações russas e vê "instrumentalização"

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A presidência francesa defendeu hoje que não existe "obstáculo" às exportações de produtos agrícolas russos, considerando as críticas nesse sentido do chefe de Estado da Rússia, Vladimir Putin, uma tentativa de "instrumentalização política".

Guterres visita Moldova após viagem a cidades da Ucrânia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O secretário-geral da ONU, António Guterres, chegou hoje à Moldova, onde pretende reunir-se com a Presidente, Maia Sandu, no final da sua segunda viagem à Ucrânia desde o início da invasão russa, disseram fontes oficiais.

NATO avisa: Instalação de mísseis em Kaliningrado não reduz tensões

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Um porta-voz da NATO explicou à agência noticiosa Europa Press que Kaliningrado é uma "área altamente militarizada, inserida na escalada militar da Rússia junto às fronteiras da NATO", neste caso, próximo da Polónia e da Lituânia, ambos países-membros da aliança.

"A brutal agressão da Rússia contra a Ucrânia alterou a situação de segurança na Europa e é difícil ver como este destacamento pode ajudar a reduzir as tensões", afirmou o porta-voz.

EUA reforçam ajuda militar a Kyiv com 800 milhões de dólares

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Os Estados Unidos (EUA) vão reforçar a ajuda militar à Ucrânia em quase 800 milhões de dólares (797 milhões de euros), disponibilizando pelo menos uma dúzia de 'drones' de vigilância Scan Eagle, segundo autoridades norte-americanas.

Entregas de gás à Europa suspensas entre 31 de agosto e 2 de setembro

Beatriz Cavaca | há 1 mês

As entregas de gás russo à Europa, através do Nord Stream 1, vão ser interrompidas entre 31 de agosto e 02 de setembro, devido à manutenção do gasoduto, anunciou hoje a Gazprom.

Soldado ucraniano de licença. "Posso até ter uma hipótese de regressar"

Beatriz Cavaca | há 1 mês

Quase seis meses depois de as tropas russas invadirem a Ucrânia continuam a haver histórias por contar. Se há uns meses estes testemunhos eram quase apenas sobre aquilo que se passava no campo de batalha e nas cidades invadidas, hoje chegam histórias de soldados que já estão noutros países e que se encontram de licença.

É o caso de Dmytro Divzhenko, um soldado ucraniano que está na Polónia com a família, onde vivia desde 2019 - até ter que combater pela Ucrânia.

"Não tenho a certeza, mas posso até ter uma hipótese pequena de regressar [outra vez] para a minha esposa e filhos. Mas este trabalho tem que ser feito", contou à Reuters, explicando que aproveitou esta licença para mimar a mulher, Oleksandra, e os filhos - antes de voltar para a frente de batalha, onde é cozinheiro.

Soldado ucraniano de licença. "Posso até ter uma hipótese de regressar"

Um militar está agora na Polónia, porém, vai regressar ao campo de batalha. À Reuters, fez um balanço destes quase seis meses de guerra.

Teresa Banha | 16:47 - 19/08/2022

Guterres avisa que eletricidade de Zaporíjia "obviamente é ucraniana"

Beatriz Cavaca | há 1 mês

"Em primeiro lugar, o que é verdade é que, se a unidade for desmilitarizada como propomos, o problema será resolvido. E, obviamente, a eletricidade de Zaporijia é eletricidade ucraniana, e é necessária, especialmente durante o inverno, para o povo ucraniano, e esse princípio deve ser totalmente respeitado", afirmou Guterres, em conferência de imprensa após uma visita ao porto de Odessa, no sul da Ucrânia.

Guterres avisa que eletricidade de Zaporíjia "obviamente é ucraniana"

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, avisou hoje que a eletricidade da central nuclear de Zaporijia "obviamente" pertence à Ucrânia e que esse princípio deve ser totalmente respeitado.

Lusa | 16:41 - 19/08/2022

Truss promete "repreender" pessoalmente Putin se for líder britânica

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A ministra dos Negócios Estrangeiros britânica e candidata à liderança do Partido Conservador, Liz Truss, assegurou hoje que "repreenderá" pessoalmente o Presidente russo Vladimir Putin na cimeira do G20, caso assuma em setembro a chefia do Governo.

Putin queixa-se dos "obstáculos" que permanecem às exportações agrícolas

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O Presidente russo, Vladimir Putin, criticou hoje, durante uma conversa telefónica com o seu homólogo francês Emmanuel Macron, os "obstáculos" que persistem na exportação de produtos agrícolas russos, apesar do acordo assinado no mês passado sob mediação internacional.

Putin e Macron acabaram agora mesmo uma conversa sobre Zaporíjia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O presidente russo Vladimir Putin e o homólogo francês Emmanuel Macron acabaram de terminar um telefonema sobre a situação na Ucrânia, segundo a agência Reuters.

De acordo com a mesma fonte, o presidente russo terá dito que o bombardeamento de Zaporíjia (Zaporizhzhia), controlada pela Rússia, no sul da Ucrânia, que atribui a Kyiv, criou um risco de "catástrofe em larga escala".

A agência acrescenta ainda que: "Ambos os presidentes concordam com a necessidade de enviar uma equipa da Agência Internacional de Energia Atómica para a central. Segundo o Kremlin, Putin terá dito a Macron que existem contínuos obstáculos ao fornecimento de alimentos e fertilizantes russos nos mercados mundiais".

Governo alemão descarta retomar operação do Nord Stream 2

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O governo alemão descartou hoje retomar a operação do Nord Stream 2 e aludiu à existência de outros gasodutos em pleno funcionamento, em resposta à exigência do vice-presidente dos liberais, Wolfgang Kubicki, de retomar a operação daquele gasoduto.

TikTok, Zoom, Telegram, Discord e Pinterest estão na 'mira' da Rússia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

A entidade reguladora russa para as comunicações, o Roskomnadzor, admitiu tomar medidas punitivas em relação a algumas empresas estrangeiras responsáveis por plataformas digitais - nomeadamente o TikTok, o Zoom, a Telegram, o Discord e o Pinterest.

TikTok, Zoom, Telegram, Discord e Pinterest estão na 'mira' da Rússia

A entidade reguladora russa para as comunicações já admitiu aplicar castigos às empresas responsáveis por estas plataformas digitais.

Miguel Dias | 14:54 - 19/08/2022

Presidente da Bielorrússia nega ter planos para atacar ucranianos

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, aliado do Kremlin, negou hoje ter planos para atacar a Ucrânia durante uma reunião com habitantes no distrito de Pruzana, no sudoeste da Bielorrússia.

Guterres apela em Odessa para abertura dos mercados a alimentos russos

Beatriz Cavaca | há 1 mês

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse hoje em Odessa, no sul Ucrânia, que, além da libertação de cereais e fertilizantes produzidos neste país, é preciso permitir o acesso ao mercado global de alimentos russos fora de sanções.

Serviços de informações de Kyiv preveem "grande" ataque em Zaporíjia

Beatriz Cavaca | há 1 mês

"Recebemos confirmação adicional [dos serviços de informações] sobre a preparação pelos ocupantes [russos] de uma provocação na central nuclear de Zaporíjia em 19 de agosto", disse, em comunicado citado pela agência Unian, a Direção Principal de Informações (DPI) do Ministério da Defesa ucraniano. 

"Considerando a quantidade de armamento agora nas instalações da central nuclear, bem como os repetidos bombardeamentos [russos] feitos como provocação, há uma alta probabilidade de um ataque terrorista em grande escala à instalação nuclear", alertou a DPI.

General escolhido por Guterres foi ministro de Bolsonaro

Hélio Carvalho | há 1 mês

Escolhido para liderar a investigação sobre o ataque contra a prisão ucraniana de Olenivka, o general Santos Cruz comandou missões de paz da ONU no Haiti e RDCongo e foi ministro do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, com quem se incompatibilizou.

Na quinta-feira, o secretário-geral das Nações Unidas (ONU), António Guterres, anunciou que pretende nomear Carlos Alberto dos Santos Cruz para liderar uma missão de investigação ao ataque contra uma prisão em Olenivka, onde morreram 50 prisioneiros ucranianos.

Ucrânia. General escolhido por Guterres foi ministro de Bolsonaro

Escolhido para liderar a investigação sobre o ataque contra a prisão ucraniana de Olenivka, o general Santos Cruz comandou missões de paz da ONU no Haiti e RDCongo e foi ministro do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, com quem se incompatibilizou.

Lusa | 11:13 - 19/08/2022

Presidente da Bielorrússia nega ter planos para atacar ucranianos

Hélio Carvalho | há 1 mês

O Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, aliado do Kremlin, negou hoje ter planos para atacar a Ucrânia durante uma reunião com habitantes no distrito de Pruzana, no sudoeste da Bielorrússia.

Presidente da Bielorrússia nega ter planos para atacar ucranianos

O Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, aliado do Kremlin, negou hoje ter planos para atacar a Ucrânia durante uma reunião com habitantes no distrito de Pruzana, no sudoeste da Bielorrússia.

Lusa | 14:13 - 19/08/2022

Regulador russo impõe medidas contra TikTok, Telegram, Zoom, entre outras

Hélio Carvalho | há 1 mês

O regulador russo das comunicações, Roskomnadzor, anunciou esta sexta-feira que vai punir uma série de empresas tecnológicas, nomeadamente o TikTok, Telegram, Zoom, Discord e Pinterest. Esta não é a primeira vez que a Rússia sanciona empresas de redes sociais, depois das mesmas empresas se afastarem do país devido à imposição de sanções contra a economia e o tráfego de internet russa.

Num comunicado, citado pelo The Guardian, o Roskomnadzor afirma que vai aplicar medidas contra empresas que não cumpriram com a legislação russa, em torno dos conteúdos que esta considera ilegal - no passado, o regulador aplicou multas às diferentes plataformas digitais, desde a Google ao grupo Meta, porque as redes sociais e sites não seguiram a propaganda do Kremlin, que considera a guerra como uma "operação militar especial".

Neste caso, o estado russo não especifica que medidas é que vai tomar ao certo.

Explosões em base na Crimeia fragilizaram marinha russa

Hélio Carvalho | há 1 mês

A Sky News, citando fontes militares ocidentais, avança que as explosões na base aérea da Crimeia deixou mais de metade dos jatos pertencentes à frota do Mar Negro da Rússia inutilizáveis. Isto surge na sequência das explosões registadas no início deste mês na base de Saky, perto de Novofedorivka, na península ocupada da Crimeia.

Esta sexta-feira, os serviços secretos britânicos também confirmaram que a capacidade aérea da marinha russa foi drasticamente afetada pelos ataques na Crimeia.

Número de mortos em ataque a Kharkiv sobe para 21

Hélio Carvalho | há 1 mês

O número de civis mortos num ataque à cidade de Kharkiv, num bombardeamento russo durante a madrugada, aumentou recentemente para 21. O ataque atingiu dois bairros da cidade, Saltivskyi e Slobidskyi. Cerca de 15 pessoas morreram só no primeiro bairro.

Segundo a Sky News, citando as autoridades ucranianas, foram resgatadas nove pessoas (incluindo duas crianças) dos escombros em Slobidskyi.

Navios em Odessa são "símbolo de esperança" para países mais vulneráveis

Hélio Carvalho | há 1 mês

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, falou aos jornalistas no final da sua visita ao porto de Odessa, e considerou que a passagem de navios carregados de bens alimentares representa um sinal de esperança para vários setores ucranianos mas, "acima de tudo", para os que têm sofrido mais com a crise alimentar mundial.

De visita a Odessa no Dia Humanitário Mundial, Guterres vincou que "é muito emocionante estar em Odessa, e ver cereais a serem carregados em navios outra vez", mas é também "triste ver os terminais deste porto praticamente vazios, um porto com possibilidade de desenvolver a Ucrânia e a região, por estar cortado por causa da guerra".

"Espero voltar a Odessa e ver este porto vibrante e em atividade, com todos os seus terminais a funcionar normalmente", disse o diplomata.

António Guterres lamentou a paralisação do porto por causa da guerra, mas elogiou os esforços diplomáticos da ONU e da Turquia, em garantir "um acordo sem precedentes" que os navios carregados de cereais e bens alimentares voltassem a circular normalmente e voltassem a dar comida ao mundo.

"Em menos de um mês, 25 navios partiram de Odessa e de outros portos, carregados com cereais e outros bens alimentares, com mais a caminho. Carregaram bem acima de 600 toneladas de produtos alimentares - cereais, milho, óleo de girassol... Mas cada navio é também um símbolo de esperança, para os agricultores ucranianos, recompensados finalmente pelo seu trabalho, que começou a ser descongelado. Esperança para os marinheiros, que podem navegar pelo Mar Negro em segurança e com eficácia. E acima de tudo, esperança para as pessoas e os países mais vulneráveis do mundo", afirmou Guterres.

O líder da ONU apelou também aos países mais ricos para "sacarem da carteira" e apoiarem os países menos desenvolvidos, que não têm tanta capacidade para competir no mercado mundial e garantir a compra de bens alimentares. "Países em desenvolvimento precisam de alívio da dívida e recursos para investir no seu povo agora", vincou.

Serviços de informações de Kyiv preveem "grande" ataque em Zaporíjia

Anabela Sousa Dantas | há 1 mês

Os serviços de informações ucranianos anunciaram ter recebido confirmação sobre a preparação de um ataque russo "em grande escala" hoje na central nuclear de Zaporíjia.

"Recebemos confirmação adicional [dos serviços de informações] sobre a preparação pelos ocupantes [russos] de uma provocação na central nuclear de Zaporíjia em 19 de agosto", disse, em comunicado citado pela agência Unian, a Direção Principal de Informações (DPI) do Ministério da Defesa ucraniano.

Os serviços apontaram ainda que os funcionários da central foram ordenados para ficar em casa e, no Twitter, acrescentam que "considerando o número de armas armazenado neste momento na central, assim como os vários bombardeamentos provocatórios no passado, a probabilidade de um grande ato de terror na central nuclear é muito provável":

António Guterres chegou a Odessa

Hélio Carvalho | há 1 mês

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, já chegou à cidade portuária de Odessa, na Ucrânia, onde vai visitar um navio utilizado para transportar cereais para o resto do mundo. O diplomata português está de visita ao país e já se encontrou com Volodymyr Zelensky e o presidente turco, Tayyip Erdogan, em Lviv, a oeste na Ucrânia.

De volta à Ucrânia, Guterres tem apelado à estabilização da situação perto da central nuclear de Zaporizhzhia, e o secretário-geral da ONU vai ao país depois da organização, com a ajuda da Turquia, ter mediado o acordo em torno do livre trânsito de navios com cereais ucranianos a partir de Odessa.

Encontrados indícios de crime no acolhimento de refugiados em Setúbal

Hélio Carvalho | há 1 mês

A Inspeção-Geral das Finanças (IGF) encontrou indícios de crime no caso do acolhimento dos refugiados ucranianos em Setúbal.

Segundo escreve o Expresso esta sexta-feira, a Inspeção-Geral das Finanças redigiu dois relatórios sobre o caso, sendo que um deles foi enviado para o Ministério Público (MP) por terem sido encontradas suspeitas de crime. Os indícios recaem sobre o casal russo que acolhia os refugiados ucranianos através da Associação de Imigrantes dos Países de Leste (Edinstvo) e também sobre a câmara de Setúbal.

Encontrados indícios de crime no acolhimento de refugiados em Setúbal

Relatório da Inspeção-Geral de Finanças (IGF) foi enviado diretamente para o Ministério Público, por suspeita de crimes praticados tanto pelo casal de russos que acolheu os refugiados, como pela autarquia.

Marta Amorim | 10:35 - 19/08/2022

Candidato a PM britânico quer Putin fora do G20

Hélio Carvalho | há 1 mês

O candidato à liderança do Partido Conservador britânico, Rishi Sunak, defendeu esta sexta-feira que o presidente russo deve ser banido de comparecer presencialmente na cimeira do G20, depois de ter sido anunciado que Vladimir Putin vai mesmo marcar presença em Bali, na Indonesia, em novembro.

Citado pela Sky News, um porta-voz do candidato - que é também candidato a primeiro-ministro, já que o próximo líder dos 'Tories' assumirá o cargo deixado por Boris Johnson - disse que "os parceiros e aliados do G20 têm uma responsabilidade coletiva de apontar para o comportamento aberrante de Putin".

"Sentar à mesa com ele não é bom o suficiente quando ele é responsável pela morte de crianças enquanto dormem. Precisamos de envia ruma forte mensagem a Putin para que ele não tenha um lugar à mesa, a não ser que acabe com a sua guerra ilegal na Ucrânia", afirmou o britânico.

Julgamento sobre encerramento da Agência Judaica na Rússia adiado

Hélio Carvalho | há 1 mês

Um tribunal russo adiou hoje por um mês a audiência sobre o fecho da Agência Judaica na Rússia, que foi solicitado pelo Ministério da Justiça por violação da legislação russa, informou a imprensa local.

O diário russo Kommersant divulgou que o tribunal Basmanni, em Moscovo, adiou o julgamento até 19 de setembro, a pedido da Agência Judaica, que solicitou tempo para formular a sua posição, em função de novos documentos apresentados e para "tentar eliminar as infrações descobertas".

Veículos russos filmados dentro da sala das turbinas em Zaporíjia

Hélio Carvalho | há 1 mês

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra vários veículos de guerra russos na sala das turbinas na central nuclear de Zaporíjia (Zaporizhzhia) - onde o bombardeamento intensificado alimenta os receios de um desastre nuclear. A filmagem mostra uma das seis salas de turbinas localizadas no lado ocidental da central nuclear, localizada na cidade de Enerhodar, no sudeste do país. Cada sala de turbinas está ligada e integrada num grande edifício que alberga um reator nuclear.

Veja o vídeo aqui:

Veículos russos filmados dentro da sala das turbinas em Zaporíjia

Moscovo afirmou anteriormente que o único equipamento militar na fábrica está relacionado com funções de guarda.

Notícias ao Minuto | 08:49 - 19/08/2022

Governador ucraniano denuncia tentativa de tomada de cidade em Donetsk

Hélio Carvalho | há 1 mês

O governador da região de Lugansk, Serhiy Haidai, informou esta sexta-feira que tropas russas tentaram invadir e tomar rapidamente a cidade de Bakhmut, na região vizinha  de Donetsk. Citado pelo The Guardian, o governador ucraniano disse que a Ucrânia conseguiu repelir oito ataques russos só na quinta-feira, adiantando que a batalha na região tem sido constante desde esta manhã.

A tentativa de ataque a Bakhmut surge depois do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, ter insistido na evacuação de Donetsk, à medida que os russos vão tomando cada vez mais partes dessa autoproclamada república separatista.

Já morreram mais de 44 mil russos na guerra

Hélio Carvalho | há 1 mês

O Kyiv Independent, um órgão de comunicação social ucraniano, avançou esta sexta-feira que a Rússia já perdeu mais de 44 mil tropas durante cerca de 177 dias de guerra na Ucrânia. Além disso, os ucranianos alegam ter destruído 1.899 tanques. 1.195 veículos blindados, 1.016 sistemas de artilharia, 266 sistemas de mísseis, 141 sistemas de defesa aérea, 197 helicópteros, 234 aeronaves, 795 drones e 15 embarcações.

Por comparação, durante a guerra no Afeganistão - um conflito que se revelou catastrófico para a continuidade da União Soviética -, os soviéticos perderam cerca de 10.000 soldados em cerca de 10 anos.

Rússia não conquistou território pela primeira vez desde julho

Hélio Carvalho | há 1 mês

Um estudo do Instituto para o Estudo da Guerra, uma organização norte-americana, afirmou esta sexta-feira que as forças russas não conseguiram conquistar qualquer território, o que não acontecia desde o dia 6 de julho. O relatório da organização não-governamental afirma ainda que a propaganda russa intensificou-se nos últimos dias, depois do Kremlin ter ameaçado com um corte de energia na central nuclear de Zaporizhzhia.

Visita de Guterres "é regresso do estatuto que ONU já devia ter assumido"

Tomásia Sousa | há 1 mês

O porta-voz da Região Administrativa Civil e Militar de Odessa considera que a visita de António Guterres à Ucrânia "é o regresso do estatuto que a ONU já devia ter assumido desde o início da guerra".

Visita de Guterres "é regresso do estatuto que ONU já devia ter assumido"

O porta-voz da Região Administrativa Civil e Militar de Odessa considera que a visita de António Guterres à Ucrânia "é o regresso do estatuto que a ONU já devia ter assumido desde o início da guerra".

Lusa | 07:10 - 19/08/2022

Novos bombardeamentos em Kharkiv

Tomásia Sousa | há 1 mês

A cidade de Kharkiv terá sido atingida novamente esta manhã, de acordo com o jornal Kyiv Independent.

Segundo informações avançadas pelo autarca da cidade àquele jornal, os distritos de Kyivskyi, Osnovyanskyi e Nemyshlianskyi de Kharkiv foram atingidos cerca das 5h44. Um edifício residencial ficou danificado e outro  incendiou-se na sequência de um bombardeamento. Há relatos de uma pessoa ferida.

Caso se confirme, este é o terceiro ataque a atingir a cidade em apenas três dias.

Xi Jinping e Putin vão participar na cimeira do G20 na Indonésia

Tomásia Sousa | há 1 mês

Depois de muita especulação, parece agora certo que o presidente russo vai participar presencialmente na próxima cimeira do G20, em Bali. Conforme adiantou o presidente da Indonésia, Joko Widodo, à Bloomberg, também o presidente chinês irá pessoalmente à cimeira, em novembro.

Xi Jinping virá. O Presidente Putin também me disse que virá", adiantou.

A Indonésia, que vai organizar a cimeira, tem sido alvo de pressões do Ocidente para retirar o convite a Putin devido à invasão à Ucrânia, mas Joko Widodo tem tentado posicionar-se como um mediador.

O encontro contará com a presença dos líderes das maiores economias mundiais, como o presidente dos Estados Unidos. A Indonésia também convidou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky.

Explosões na Crimeia

Tomásia Sousa | há 1 mês

Há relatos de incêndios e explosões, na última noite, a alvos militares na Rússia e em regiões ucranianas ocupadas pelos russos.

Duas aldeias russas foram evacuadas após um incêndio num depósito de munições perto da fronteira ucraniana, na província de Belgorod. "Um depósito de munições pegou fogo perto da vila de Timonovo", a menos de 50 km da fronteira, disse o governador regional Vyacheslav Gladkov em comunicado, acrescentando que não houve vítimas.

Além disso, foram registadas pelo menos quatro explosões em Sevastopol, perto do aeroporto militar russo de Belbek , na península da Crimeia. O governador pró-Rússia de Sebastopol, Mikhail Razvozhayev, adiantou que não há danos e que ninguém ficou ferido.

Início de cobertura

Tomásia Sousa | há 1 mês

Bom dia. Damos início a mais uma cobertura AO MINUTO sobre a guerra na Ucrânia. Poderá recordar os principais acontecimentos de quinta-feira na ligação abaixo.

AO MINUTO: "Paz permanente" é miragem; Ainda está "longe" o fim da guerra

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 08:15 - 18/08/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório