Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2022
Tempo
24º
MIN 14º MÁX 25º

Preso diplomata alemão suspeito de matar marido no Brasil

A justiça brasileira rejeitou o habeas corpus pedido pela defesa.

Preso diplomata alemão suspeito de matar marido no Brasil
Notícias ao Minuto

12:43 - 08/08/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Brasil

O diplomata alemão que foi detido, no sábado, no Brasil, por suspeita de ter assassinado o marido, um belga com quem estava casado há 23 anos, foi transportado ontem, domingo, para uma prisão comum depois de a justiça brasileira ter rejeitado o habeas corpus pedido pela defesa.

Uwe Herbert Hahn, diplomata ligado ao consulado alemão no Rio de Janeiro, foi detido pela polícia no sábado depois de as autoridades considerarem que a sua versão dos acontecimentos não era compatível com a do relatório do perito legal.

O alemão alegou que o companheiro, o belga Walter Henri Maximilien Biot, de 53 anos, sofreu uma queda, na noite de sexta-feira, no apartamento onde moravam, no bairro carioca de Ipanema, e que ele tinha batido a cabeça, o que, na sua opinião, causou a morte.

A perícia, no entanto, identificou cerca de 30 ferimentos em diferentes partes do corpo do belga, incluindo no tórax, nádegas e pernas, e descobriu que funcionários do diplomata já tinham lavado diferentes manchas de sangue na residência antes da polícia chegar. "Algumas das lesões não são recentes. Têm pelo menos dois dias, o que mostra que a vítima vinha sofrendo algum tipo de agressão", acrescentou.

Os advogados do agente consular alegam que a detenção é ilegal e citaram a imunidade diplomática que protege o arguido.

Leia Também: Primeiro-ministro búlgaro rejeita anular expulsão de diplomatas russos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório