Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 26º

Ucrânia: EUA anuncia nova ajuda militar no valor de 780 milhões de euros

Os EUA anunciaram hoje que vão fornecer à Ucrânia ajuda militar no valor global de 820 milhões de dólares (780 milhões de euros), que inclui novos sistemas de mísseis terra-ar e radares de contra-artilharia.

Ucrânia: EUA anuncia nova ajuda militar no valor de 780 milhões de euros

O Pentágono disse que também forneceria aos ucranianos até 150.000 cartuchos de munição de artilharia de 155 milímetros.

Este é o 14.º pacote de armas e equipamento militar transferidos para a Ucrânia desde agosto de 2021.

No total, os EUA forneceram mais de 8,8 mil milhões de dólares (8,4 mil milhões de euros) em armas e formação militar para a Ucrânia.

Como parte do novo pacote, os EUA comprarão dois sistemas conhecidos como NASAMS, um sistema antiaéreo desenvolvido pela Noruega que também é usado para proteger o espaço aéreo em redor da Casa Branca e do Capitólio, em Washington.

O Pentágono também fornecerá munição adicional para os sistemas de foguetes de médio alcance que forneceu à Ucrânia em junho, conhecidos como Sistemas de Foguetes de Artilharia de Alta Mobilidade, ou HIMARS, na sigla em inglês.

A invasão da Ucrânia pela Rússia, em 24 de fevereiro, evoluiu para um impasse em que ambos os lados dependem fortemente da artilharia, segundo autoridades e analistas ocidentais.

Embora a Rússia não tenha alcançado os objetivos iniciais de derrubar o governo da Ucrânia, acredita-se que esteja a progredir lentamente para consolidar o controlo sobre a região leste da Ucrânia conhecida como Donbass.

A ofensiva militar russa já matou mais de quatro mil civis, segundo a ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

Essa operação bélica causou a fuga de mais de oito milhões de pessoas, das quais mais de 6,6 milhões para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Leia Também: "Mercenários". Separatistas russófonos indiciam mais dois britânicos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório