Meteorologia

  • 08 AGOSTO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 27º

EUA. Mata irmã e pede ajuda a filho de 13 anos para mover cadáver

A mulher, de 38 anos, poderá vir a enfrentar a pena de morte. Os restos mortais da irmã mais nova foram encontrados junto a um armazém, queimados.

EUA. Mata irmã e pede ajuda a filho de 13 anos para mover cadáver
Notícias ao Minuto

23:54 - 29/06/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Estados Unidos

A polícia de Houston, no estado norte-americano do Texas, deteve, na segunda-feira, uma mulher por suspeitas de assassinar a irmã mais nova. A detida, de 38 anos, poderá vir a enfrentar a pena de morte.

De acordo com as autoridades, citadas pelas publicações internacionais, o crime foi uma retaliação de um incidente que já teria acontecido em contexto familiar.

Mais tarde, os investigadores descobriram que a irmã mais nova tinha chamado a polícia no início de fevereiro por causa de Carmen White, que tinha metanfetaminas em sua posse.

Apesar de o homicídio ter ocorrido em março, o cadáver de Cynthia Cervantes foi descoberto junto a um armazém. Segundo os responsáveis, só foi possível identificar a mulher pelas impressões digitais, já que Carmen White, de 38 anos, pegou fogo aos restos mortais da irmã depois de a alvejar várias vezes, nomeadamente, na nuca - causando-lhe lesões na medula espinhal.

De acordo com os registos, a mulher terá conseguido levar os restos mortais da irmã na sua carrinha, tendo pedido ajuda para transportar o corpo - que estava dentro de um saco - ao filho, de 13 anos. Quando a criança sentiu que dentro do saco estavam membros humanos, deixou-o cair. Segundo os registos, a criança disse que tinha tido medo do comportamento "agressivo" da mãe, e acabou por ajudá-la a transportar o corpo.

A carrinha da mulher foi identificada pelas câmaras de vigilância do armazém. Nas imagens, a mesma carrinha aparece cerca de sete minutos antes de os restos mortais terem sido encontrados.

De acordo com um amigo da família, o comportamento de Carmen nos dias seguintes à morte da irmã foi de "paranoia" e "extremo nervosismo". A mesma fonte disse que a mulher, que tinha comprado o carro no início de março, quis vendê-lo a 8 de abril, justificando que havia problemas com o ar condicionado.

Ainda antes de ter pedido ajuda ao filho, as publicações internacionais contam que a detida pediu ajuda ao ex-namorado e à sua atual namorada para  retirar  um cadáver de uma casa que estava vazia por baixo do seu apartamento, mas o casal terá recusado quando percebeu que se tratava da irmã de Carmen.

Para além de enfrentar uma possível pena de morte, a fiança fixa-se nos 750 mil dólares, cerca de 718 mil euros.

Leia Também: Putin ainda quer conquistar a maior parte da Ucrânia, dizem os EUA

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório