Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 11º

Monkeypox. OMS alerta para "rápida evolução" e necessidade de contenção

Segundo uma médica da equipa europeia de emergências da OMS, "os casos não estão ligados entre si e não existe uma única cadeia de transmissão".

Monkeypox. OMS alerta para "rápida evolução" e necessidade de contenção
Notícias ao Minuto

19:53 - 01/06/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Mokeypox

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou, esta quarta-feira, para o surto de Monkeypox que a Europa está a vivenciar, referindo que é um "evento em rápida evolução" e que espalhar-se-á "amplamente" se não forem tomadas medidas.

Os casos de Monkeypox têm vindo a aumentar em vários países, sendo que em Portugal já se ultrapassaram as 100 infeções, de acordo com o dados mais recentes divulgados pela pela Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Segundo a Sky News, Catherine Smallwood, membro da equipa europeia de emergências da OMS, que discursou numa tentativa de sensibilizar a população para tomar medidas, comentou: "Estamos claramente a assistir a uma propagação bastante rápida e contínua".

Smallwood aconselhou que se utilizem os eventos públicos para informar sobre como será a melhor forma de agir perante a propagação do vírus. "Podemos utilizar esses convívios para fornecer informações e conselhos às pessoas", recomendou, explicando que o Monkeypox "tem sido amplamente distribuído, os casos não estão ligados entre si e não existe uma única cadeia de transmissão".

Uma das preocupações da OMS é que a semana do Jubileu de Platina - onde se prevê que milhares de pessoas participem nas festas de rua ou assistam às celebrações reais em grupos - possa ser a causa do aumento de infeções no Reino Unido, que registou 82 novos casos só esta semana e um total de 190 até agora, o maior número confirmado fora dos países onde a doença é endémica.

Apesar de a OMS Europa acreditar que os festivais de verão poderão também contribuir para a propagação do vírus, a organização exclui a hipótese de não se virem a realizar ou de se proibir ajuntamentos de muitas pessoas. "Fazê-lo seria completamente contraproducente", disse Smallwood.

Embora o vírus se espalhe mais lentamente do que a Covid-19, o número de infeções já existentes significa que não será fácil conter a sua propagação, relata a OMS, esclarecendo que dado que o Monkeypox pode propagar-se através de qualquer forma de contacto físico próximo, o pressuposto é que, à medida que os casos continuem a crescer, se propague mais amplamente.

Leia Também: Monkeypox. Surto repentino sugere que transmissão decorre há algum tempo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório