Meteorologia

  • 06 JULHO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 31º

AO MINUTO: Rússia "estuda" troca de presos; Ataques "até de madrugada"

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

AO MINUTO: Rússia "estuda" troca de presos; Ataques "até de madrugada"
Notícias ao Minuto

07:29 - 21/05/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto Mundo Rússia/Ucrânia

Aquele que é o 86.º dia de guerra na Ucrânia fica marcado pela visita do primeiro-ministro português, António Costa, à capital ucraniana, Kyiv, onde esteve com o chefe de Estado ucraniano, Volodymyr Zelensky. Este encontro surgiu na sequência da visita de Costa à Roménia, onde se encontrou com o contingente militar português em missão da NATO, e à Polónia, onde esteve presente num centro de acolhimento de refugiados ucranianos.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia:

Fim de acompanhamento

Teresa Banha | há 1 mês

Boa noite. Damos como terminado o acompanhamento AO MINUTO dos acontecimentos mais relevantes da guerra na Ucrânia. Poderá continuar a acompanhar os acontecimentos mais recentes deste conflito no domingo.

"Precisaremos de cinco a sete anos para a desminagem total" da Ucrânia

Teresa Banha | há 1 mês

A vica-ministra do Interior da Ucrânia disse, este sábado, que o país vai demorar pelo menos cinco anos para deixa o território livre de minas não detonadas. "Agora estimamos que cerca de 300 mil quilómetros quadrados de território estejam contaminados [...]. Se nos basearmos no facto de que um dia de combate ativo equivale a 30 dias de desminagem, de acordo com as previsões mais otimistas, precisaremos de cinco a sete anos para a desminagem total", disse Meri Akopyan, citada pela agência ucraniana Unian, durante um discurso televisivo. A responsável acrescentou, segundo as publicações internacionais, que já foram desativados quase 114 mil aparelhos explosivos.

Zelensky sublinha "apoio incondicional" de Draghi

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Ucrânia falou, durante a tarde deste sábado, com o primeiro-ministro de Itália. Volodymyr Zelensky não deixou os agradecimentos de hoje apenas para António Costa, com quem este reunido, mas também agradeceu a Mario Draghi pelo seu "apoio incondicional", numa publicação partilhada no Twitter. Ao telefone com o responsável italiano sublinhou a importância de serem impostas mais sanções contra a Rússia e também sobre o desbloqueio dos portos ucranianos, que está pôr em causa a segurança alimentar a nível global.

Rússia "vai estudar" troca de prisioneiros pertencentes ao batalhão Azov

Teresa Banha | há 1 mês

A Rússia vai considerar a possibilidade de trocar combatentes do batalhão ucraniano Azov feitos prisioneiros pelo deputado e milionário ucraniano pró-russo Viktor Medvedchuk, declarou, este sábado, um negociador e parlamentar russo, Leonid Slutsky.

Rússia "vai estudar" troca de prisioneiros pertencentes ao batalhão Azov

A Rússia vai estudar a possibilidade de trocar combatentes do batalhão ucraniano Azov feitos prisioneiros pelo deputado e milionário ucraniano pró-russo Viktor Medvedchuk, declarou, este sábado, um negociador e parlamentar russo, Leonid Slutsky.

Lusa | 20:59 - 21/05/2022

Portugal condecora funcionário ucraniano da embaixada por repatriamentos

Teresa Banha | há 1 mês

O primeiro-ministro condecorou, este sábado, em Kyiv, em nome do presidente da República, um funcionário ucraniano da embaixada portuguesa que se distinguiu nas operações de repatriamento de cidadão nacionais e luso-ucranianos nos primeiros dias de guerra.

Portugal condecora funcionário ucraniano da embaixada por repatriamentos

O primeiro-ministro condecorou hoje, em Kiev, em nome do Presidente da República, um funcionário ucraniano da embaixada portuguesa que se distinguiu nas operações de repatriamento de cidadão nacionais e luso-ucranianos nos primeiros dias de guerra.

Lusa | 17:48 - 21/05/2022

Rússia acusa Ucrânia de comprar apoio bélico com exportações de trigo

Teresa Banha | há 1 mês

O embaixador da Rússia na Organização das Nações Unidas sugeriu que a Ucrânia está a pagar o apoio bélico dado pela comunidade internacional com o trigo, bem essencial do qual é um dos maiores exportadores. "Suspeitamos que o trigo não vai para aqueles que estão esfomeados a sul, mas sim que o produto acaba nos armazéns europeus. Parece-nos que é assim que a Ucrânia está a pagar o fornecimento de armas", disse Vassily Nebenzia. Recorde-se que a Rússia tem roubado uma grande parte destas produções me território ucraniano, assim como tem impedido que o bem essencial sai dos portos.

Bombardeamentos russo em Lugansk continuam "até de madrugada"

Teresa Banha | há 1 mês

Os ataques continuarão em Severodonetsk, cidade na qual os militares ucranianos destruíram uma ponta para travar o avanço russo.

De acordo com a Reuters, o governador de Lugansk disse que a Rússia estava a tentar destruir esta cidade "Os bombardeamento decorrem de manhã à noite e também durante a madrugada", terá dito Serhiy Haidai num vídeo a que a agência teve acesso.

Regresso das negociações de paz na mira de Zelensky?

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente da Ucrânia sugeriu, este sábado, que o fim do conflito na Ucrânia só poderá acontecer quando as negociações de paz voltarem. "Há coisas que só podem ser alcançadas na mesa de negociações", disse Volodymyr Zelensky, citado pela agência France-Press. Recorde-se que as negociações de paz aconteceram pela última vez em abril, na Turquia. Repsonsáveis dos dois países disseram que, por agora, não havia condições para que estas negociações acontecessem.

Marcelo admite ir a Kyiv se e quando o Governo entender adequado

Sara Gouveia | há 1 mês

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu hoje, em resposta aos jornalistas, a possibilidade de ir a Kyiv se e quando o Governo entender adequado, realçando que o presidente do parlamento já tinha sido convidado. Questionado pelos jornalistas, num hotel em Díli, se vai aceitar o convite do Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, para se deslocar a Kyiv, Marcelo Rebelo de Sousa começou por responder: "Eu não recebi nenhum convite para ir".

Perante a informação de que esse convite foi transmitido por Zelensky ao primeiro-ministro, António Costa, o chefe de Estado declarou: "Então, se eu vier a ser convidado, terei de ajustar com o Governo, porque o Governo conduz a política externa. Terei de ajustar com o senhor presidente da Assembleia da República, que já tinha dito que tinha sido convidado".

Marcelo admite ir a Kyiv se e quando o Governo entender adequado

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu hoje, em resposta aos jornalistas, a possibilidade de ir a Kyiv se e quando o Governo entender adequado, realçando que o presidente do parlamento já tinha sido convidado.

Lusa | 16:49 - 21/05/2022

Aliados deverão dar armas à Moldova para travar "ambições" de Putin

Teresa Banha | há 1 mês

A ministra dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido disse, em entrevista ao Telegraph, que a Moldova, tal como outros "estados vulneráveis", deveria ser "munida de acordo com os critérios da NATO", ainda que o país não seja membro.

Aliados deverão dar armas à Moldova para travar "ambições" de Putin

A responsável do governo britânico disse que o mesmo se aplicaria a outros "estados vulneráveis".

Teresa Banha | 16:24 - 21/05/2022

Apoio de Portugal "vai unir os dois países e as pessoas ainda mais"

Teresa Banha | há 1 mês

O presidente do parlamento da Ucrânia sublinhou, este sábado, a importância do apoio de Portugal na candidatura ucraniana à NATO. "O primeiro-ministro de Portugal visitoy Kyiv pela primeira vez, no dia em que se assinala [na Ucrânia] o Dia da Euopa. É bom saber que 87% dos cidadãos são 'a favor' de um futuro europeu", escreveu Ruslan Stefanchuk no Twitter. O responsável, que já convidou Augusto Santos Silva para visitar o país, acrescentou que o apoio de Portugal durante o processo de candidatura da Ucrânia à União Europeia "vai unir os dois países e as pessoas ainda mais".

Zelensky convidou Marcelo a visitar a Ucrânia, diz Costa

Ema Gil Pires | há 1 mês

O primeiro-ministro, António Costa, disse este sábado que regressará a Portugal com um convite do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, para que o homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, visite território ucraniano, em data ainda a determinar.

“Sou portador de um convite que o Presidente Zelensky fez a Sua Excelência o Presidente da República para poder visitar a Ucrânia em data oportuna. Esse é o convite que transmitirei”, informou Costa, em declarações à comunicação social.

Primeiro-ministro anuncia que Zelensky convidou Marcelo para visitar Kyiv

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje que o chefe de Estado ucraniano, Volodymyr Zelensky, convidou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para realizar uma visita à Ucrânia em data ainda a acertar.

Lusa | 16:31 - 21/05/2022

Costa impressionado com a "determinação" e "coragem" dos ucranianos

Ema Gil Pires | há 1 mês

Durante a sua visita à capital ucraniana, Kyiv, e após ter visitado a cidade de Irpin, que foi devastada pelas tropas russas, António Costa referiu ter ficado com uma "noção muito dramática da violência que é a guerra".

Em declarações proferidas perante jornalistas portugueses, o primeiro-ministro português disse estar "impressionado" com a "determinação" e "coragem do povo ucraniano", bem como das suas lideranças.

"Não deixa de impressionar a calma e tranquilidade com que tudo decorre, como se não houvesse guerra à volta", elogiou António Costa, referindo-se à forma como os cidadãos locais "enfrentam a incerteza à sua volta".

No que toca ao "esforço de reconstrução" que vai ser necessário na Ucrânia, o governante português destacou que este vai ser "enorme". 

Apontando que está previsto que "cada país adote uma área geográfica" ou um sistema de infraestruturas para apoiar, Costa salientou que Portugal pretende fazê-lo com as "escolas", com o intuito de "garantir que as novas gerações têm um sistema educativo a funcionar".

Costa assina em Kyiv acordo para apoio financeiro de 250 milhões de euros

Sara Gouveia | há 1 mês

O primeiro-ministro, António Costa, assinou hoje, no final de uma reunião com o seu homólogo ucraniano, Denys Shmyhal, um acordo para a concessão de um apoio financeiro de 250 milhões euros à Ucrânia.

António Costa esteve reunido com o primeiro-ministro ucraniano, depois de ter sido recebido pelo chefe de Estado, Volodymyr Zelensky, com quem também deu uma conferência de imprensa conjunta, e antes de visitar a embaixada de Portugal em Kyiv.

Costa assina em Kyiv acordo para apoio financeiro de 250 milhões de euros

O primeiro-ministro, António Costa, assinou hoje, no final de uma reunião com o seu homólogo ucraniano, Denys Shmyhal, um acordo para a concessão de um apoio financeiro de 250 milhões euros à Ucrânia.

Lusa | 15:24 - 21/05/2022

Portugal vai doar mais de um milhão de euros em medicamentos à Ucrânia

Ema Gil Pires | há 1 mês

Portugal enviou, este sábado, uma carga de medicamentos de valor superior a um milhão de euros para a Ucrânia, informa um comunicado do Infarmed a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

A carga saiu esta manhã de Lisboa, contendo "medicamentos oncológicos, antibióticos e preparações para injetáveis, entre outros produtos", pode ler-se na mesma nota. Em causa estão produtos que terão sido oferecidos tanto por empresas do setor farmacêutico, como pelo Ministério da Saúde.

Portugal vai doar mais de um milhão de euros em medicamentos à Ucrânia

Trata-se da sexta doação de medicamentos que Portugal faz à Ucrânia desde o início da guerra.

Ema Gil Pires | 15:17 - 21/05/2022

Costa afirma que Portugal é pela negociação e "nunca diz não" na UE

Ema Gil Pires | há 1 mês

O primeiro-ministro salientou este sábado a tradição diplomática de Portugal, definindo o país como sendo um Estado-membro da União Europeia que se caracteriza pela permanente defesa da negociação em assuntos complexos e "nunca" por dizer simplesmente "não".

António Costa sustentou esta posição no final de uma longa conferência de imprensa com o Presidente ucraniano, Volodymyr Zlensky, em Kyiv, depois de confrontado com posições de Estados-membros que dificultam o processo de rápida adesão da Ucrânia à União Europeia.

"Obrigado amigo Portugal pelo vosso apoio!"

Marta Amorim | há 1 mês

Zelensky agradeceu a António Costa na rede social Telegram. Escreveu que ambos discutiram "mais assistência à defesa, o sexto pacote de sanções contra a Rússia, o julgamento de criminosos de guerra, a integração europeia e a reconstrução da Ucrânia no pós-guerra. Obrigado amigo Portugal pelo vosso apoio!”, escreveu Zelensky.

Ucrânia acusa Rússia da deportação de 1.377.925 pessoas

Marta Amorim | há 1 mês

A comissária dos Direitos Humanos, Lyudmila Denisova, denunciou hoje a deportação forçada e planeada de cidadãos ucranianos pela Rússia, que totaliza 1.377.925 pessoas, incluindo 232.480 crianças.
  

Zelensky recusa vias alternativas à plena adesão da Ucrânia à UE

Marta Amorim | há 1 mês

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, recusou hoje vias alternativas à plena adesão do seu país à União Europeia, considerando que representam em última instância um compromisso com as pressões da Rússia.
  

Rússia 'bane' Biden, Blinken e o chefe da CIA

Ema Gil Pires | há 1 mês

A Sky News está a noticiar que a Rússia proibiu um total de 963 norte-americanos de entrarem no seu território. Entre esses, destacam-se o presidente, Joe Biden, o secretário de Estado Antony Blinken e chefe da CIA, William Burns.

Em causa está uma medida que ilustra a deterioração das relações entre ambos os países, na sequência da invasão russa sobre a Ucrânia.

"Portugal acolhe de braços abertos opção clara da Ucrânia pela UE"

Marta Amorim | há 1 mês

No final da reunião com Zelensky, António Costa disse que Portugal “acolhe de braços abertos a opção clara da Ucrânia pela Europa”. Costa exaltou o presidente da Ucrânia como o "líder que inspira o mundo".

"Estamos geograficamente distantes, mas somos dois povos próximos", disse António Costa, que recordou o papel determinante da comunidade ucraniana em Portugal para o desenvolvimento do país, ao longo dos anos. 

“Aguardamos com expetativa o relatório da Comissão Europeia, discutido em junho”, disse, acrescentando que Portugal enviou material letal e não letal para a Ucrânia. 

O primeiro-ministro português referiu ainda que tomou “nota dos pedidos” e vai “ver se é possível”. “Quando não satisfazemos pedidos, não é por receio, é por não termos disponibilidade”, acrescentou.

Portugal diz-se pronto para reconstruir escolas ou uma zona da Ucrânia

 O primeiro-ministro, António Costa, manifestou hoje a disponibilidade de Portugal para participar num programa de reconstrução de escolas e jardins de infância da Ucrânia ou patrocinar a reconstrução de uma zona territorial a indicar pelas autoridades ucranianas.

Lusa | 13:05 - 21/05/2022

"Valorizamos muito a cooperação de Portugal", diz Zelensky

Ema Gil Pires | há 1 mês

Em conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro português, o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky afirmou que, na reunião estabelecida esta manhã entre ambas as partes, foi "discutida a futura ajuda" que pode vir a ser prestada pelos países ocidentais, entre os quais se encontra Portugal, à Ucrânia. "Valorizamos muito a cooperação de Portugal", acrescentou ainda o chefe de Estado ucraniano.

Neste âmbito, foi abordada a temática da "integração da Ucrânia na União Europeia", destaca Zelensky. "Sei que Portugal apoia essa nossa integração", ressalvou o presidente ucraniano.

O tema da "reconstrução do país" esteve também em cima da mesa, tendo o primeiro-ministro português, de acordo com Volodymyr Zelensky, feito uma "proposta" para ajudar nesse sentido.

No encontro entre António Costa e Volodymyr Zelensky, foi discutida a necessidade de se "trazer à responsabilidade os autores de crimes de guerra". O presidente ucraniano informou que ambas as partes também concordaram em "aumentar a pressão de sanções sobre os russos". Destaca-se, a este propósito, o "sexto pacote de sanções" da União Europeia, que prevê um eventual 'boicote progressivo' ao petróleo russo.

A este propósito, Zelensky relembrou ainda que, com a sua resistência, a Ucrânia está "a defender a Europa toda". Isto porque, segundo o presidente ucraniano, a Rússia pretende aproveitar todas as oportunidades disponíveis para "separar o continente europeu".

EUA prometem cerca de 37 mil milhões de euros para ajudar a Ucrânia

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente dos Estados Unidos da América, Joe Biden, assinou uma lei onde promete a doação de quase 40 mil milhões de dólares (mais de 37 mil milhões de euros) em ajuda à Ucrânia. Metade do valor destina-se aos militares ucranianos, noticia a Sky News.

Vídeo mostra militares que obrigam civis a fugir para território russo

Ema Gil Pires | há 1 mês

Emine Dzheppar, vice-ministra dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, partilhou um vídeo no Twitter que mostra, alegadamente, soldados russos a forçarem civis para que estes abandonem a cidade portuária de Mariupol, tendo como destino território russo.

Rubizhne "partilhou o destino de Mariupol", diz a Ucrânia

Ema Gil Pires | há 1 mês

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia partilhou, este sábado, fotografias relativas à cidade de Rubizhne, na região de Lugansk.

Em causa está uma cidade que tinha cerca de 60.000 pessoas antes da guerra. Porém, o Ministério ucraniano diz que a mesma terá "partilhado o destino de Mariupol".

Recorde-se que a cidade portuária de Mariupol foi deixada em ruínas, após os constantes bombardeamentos perpetrados pelas tropas russas.

Médicos do Mundo lançam projeto piloto no metro de Kharkiv

Ema Gil Pires | há 1 mês

Os Médicos do Mundo vão lançar um projeto-piloto na Ucrânia para apoiar, com cuidados de saúde e medicação, a população que se encontra abrigada no metro de Kharkiv, disse à Lusa a diretora executiva da delegação portuguesa.

Em entrevista à agência Lusa, Carla Paiva indicou que se encontram na Ucrânia as delegações de Espanha e da Alemanha da rede internacional Médicos do Mundo, estando as congéneres dos restantes países a prestar apoio logístico e suporte material, com a recolha e envio de bens.

Família real britânica acolhe refugiados ucranianos

Ema Gil Pires | há 1 mês

A família real britânica está a fornecer alojamento a refugiados ucranianos, está a noticiar o Daily Express. A mesma fonte relata que os membros da família real tinham prometido "fazer a sua parte", embora sem qualquer "desejo" de publicidade.

"Estamos a ajudar de várias formas, mas não comentaremos mais", acrescentou um porta-voz do Palácio de Buckingham.

Rússia diz ter destruído carregamento de armas ocidentais

Ema Gil Pires | há 1 mês

O exército russo diz ter destruído uma remessa de armas ocidentais na região de Zhytomyr, na Ucrânia.

A notícia foi avançada pela agência noticiosa russa Interfax, que adianta que a Rússia terá utilizado mísseis Kalibr lançados a partir do mar para levar a cabo este ataque.

Zelensky considera que só a diplomacia poderá acabar com a guerra

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, considerou hoje que só a diplomacia conseguirá pôr fim à guerra na Ucrânia, numa altura em que as negociações entre Moscovo e Kyiv estão num impasse.

"O fim [do conflito] será diplomático", declarou Zelensky, numa entrevista a um canal de televisão ucraniano.

António Costa reage a visita a Irpin. "É absolutamente devastador"

Ema Gil Pires | há 1 mês

O primeiro-ministro português, António Costa, fez umas breves declarações à comunicação social durante a sua visita à cidade de Irpin, localizada nos subúrbios de Kyiv. "É absolutamente devastador [...], é muito duro de ver", disse o governante, visivelmente emocionado com a destruição que encontrou na região.

Costa destacou ainda a "brutalidade do ataque", que afetou particularmente as "populações civis". O governante falou, neste âmbito, de investidas "criminosas", que tinha em vista a "destruição da vida das pessoas".

O primeiro-ministro apontou ainda ser "fundamental que a investigação prossiga e que os crimes de guerra sejam apurados". Os "responsáveis pelos crimes de guerra têm de ser levados à justiça", defendeu ainda António Costa.

António Costa está agora em Irpin

Ema Gil Pires | há 1 mês

O primeiro-ministro português, António Costa, encontra-se neste momento em Irpin, cidade ucraniana localizada nas proximidades de Kyiv. O governante está, neste momento, a questionar as autoridades ucranianas acerca dos seus planos para a reconstrução da cidade, uma das mais afetadas pelos ataques russos. Uma das principais prioridades passará pela reedificação das habitações, mas também das infraestruturas escolares.

Cerca de 5.000 residentes nunca chegaram a abandonar a cidade de Irpin, referiram as autoridades locais. Aproximadamente 290 civis perderam a vida nesta localidade.

Cerca de 28.000 militares russos abatidos na guerra, diz a Ucrânia

Ema Gil Pires | há 1 mês

De acordo com a mais recente atualização oferecida pelo Ministério da Defesa da Ucrânia, a Rússia terá perdido 204 aviões, mais de 1.200 tanques e cerca de 28.000 militares desde o início da invasão, a 24 de fevereiro. 

"É com emoção e respeito que aqui venho", diz Costa ao chegar a Kyiv

Ema Gil Pires | há 1 mês

O primeiro-ministro português, António Costa, recorreu à rede social Twitter para dar conta da sua chegada à capital ucraniana, Kyiv. Na publicação, o governante informou que acabou "de chegar a Kyiv, respondendo ao convite feito pelo homólogo ucraniano", Volodymyr Zelensky.

"É com emoção e respeito que aqui venho, em sinal de solidariedade para com este país e este povo, perante a bárbara agressão russa", apontou ainda António Costa, que lembrou ainda que "Portugal apoia a Ucrânia".

O governante português vai reunir-se, ainda esta manhã, com o chefe de Estado ucraniano.

Ministros abandonam reunião da APEC em sinal de protesto

Ema Gil Pires | há 1 mês

Representantes do Canadá, da Nova Zelândia, do Japão, da Austrália e dos Estados Unidos da América abandonaram a reunião de ministros do comércio da APEC (Cooperação Económica da Ásia e Pacífico), que decorria em Banguecoque, reporta a agência Reuters.

O incidente, que se tratou de um sinal de protesto contra a invasão russa da Ucrânia, decorreu enquanto os representantes russos falavam perante os restantes países membros da organização.

Costa já está em Kyiv e reúne-se esta manhã com Zelensky

Ema Gil Pires | há 1 mês

O primeiro-ministro português, António Costa, chegou a Kyiv de comboio esta manhã, pelas 9 horas locais (7 horas em Lisboa), para uma visita de um dia à Ucrânia, que inclui ainda esta manhã uma reunião com o presidente da República ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Drones têm sido "essenciais" nesta guerra, diz Reino Unido

Ema Gil Pires | há 1 mês

O Ministério da Defesa do Reino Unido acabou de divulgar a mais recente atualização dos seus serviços secretos sobre a guerra na Ucrânia.

Na mesma, pode ler-se que os drones estão "a desempenhar um papel fulcral para ambas as partes, embora tenham sofrido uma elevada taxa de desgaste".

Os serviços secretos britânicos destacam ainda que os aviões russos tripulados estão na sua maioria a evitar sobrevoar a Ucrânia. Algo que se explica, provavelmente, pela ameaça representada pelos sistemas de mísseis de defesa aérea ucranianos.

António Costa visita hoje a capital ucraniana

Ema Gil Pires | há 1 mês

Depois de, nos últimos dias, se ter encontrado com o contingente militar português em missão da NATO na Roménia e de ter visitado um centro de acolhimento de refugiados ucranianos na Polónia, o primeiro-ministro português António Costa é hoje esperado na capital ucraniana, Kyiv, onde irá reunir-se com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

Relembre-se que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, tinha revelado que a visita de António Costa a Kyiv aconteceria até este sábado.

"Putin foi claro quanto às suas ambições de criar uma Rússia maior"

Ema Gil Pires | há 1 mês

Liz Truss, secretária dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, disse em entrevista ao Telegraph que o país já iniciou discussões com os seus aliados internacionais sobre o envio de armamento moderno para a Moldávia, a fim de a proteger de uma eventual investida militar da Rússia.

A mesma fonte apontou que o Reino Unido quer ver este país "equipado de acordo com o padrão da NATO". Isto mesmo apesar do facto da Moldávia não fazer parte da Aliança Atlântica, existindo no entanto preocupações de que o Kremlin a veja como um futuro alvo.

"Putin foi absolutamente claro quanto às suas ambições de criar uma Rússia maior - e só porque as suas tentativas de levar Kyiv não tiveram êxito, não significa que tenha abandonado essas ambições", lembrou Liz Truss.

Putin adverte governador russo que usou guerra para justificar problemas

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, repreendeu na sexta-feira o governador de Kaliningrado, depois deste ter usado a "operação militar" russa em andamento na Ucrânia como uma desculpa para os problema naquele enclave no báltico.

"Neste caso, a operação militar especial não deve ser usada como desculpa", referiu o chefe de Estado russo, durante a reunião com o governador, Anton Alijanov, citado pela agência de notícias estatal TASS.

Rússia deve ser responsabilizada financeiramente pela destruição do país

Ema Gil Pires | há 1 mês

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pretende ver a Rússia responsabilizada financeiramente pelos danos que as Forças Armadas estão a infligir na Ucrânia, desde o início da invasão. O governante sublinhou que a Rússia deve pagar por cada casa, escola, hospital e negócio que destruir.

Canadá proíbe comércio de bens de luxo com a Rússia

Ema Gil Pires | há 1 mês

O Canadá vai proibir o comércio de bens de luxo com a Rússia e acrescentar mais 14 pessoas, incluindo oligarcas, à sua lista de sanções imposta desde a invasão russa da Ucrânia, divulgou na sexta-feira o governo canadiano.

UE deve convencer Ucrânia a aceitar exigências de Putin, diz Berlusconi

Ema Gil Pires | há 1 mês

O antigo primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi defendeu na sexta-feira que a União Europeia deve favorecer a paz e tentar convencer a Ucrânia a aceitar as exigências do Presidente russo, Vladimir Putin, para pôr fim à guerra.

ONU critica cortes na ajuda ao desenvolvimento devido à guerra na Ucrânia

Ema Gil Pires | há 1 mês

A Organização das Nações Unidas (ONU) criticou as recentes decisões e propostas em vários países para cortar nos orçamentos de ajuda ao desenvolvimento para financiar a resposta à guerra na Ucrânia.

Em comunicado, a secretária-geral adjunta da organização, Amina Mohammed, disse estar "profundamente preocupada" com estas medidas e com o impacto que podem ter nas "pessoas mais vulneráveis do mundo".

Rússia interrompe fluxo de gás à Finlândia

Ema Gil Pires | há 1 mês

A russa Gazprom suspendeu as exportações de gás para a vizinha Finlândia, na sequência das novas políticas de pagamento exigidas pelo Kremlin na sequência da invasão à Ucrânia.

As importações através do ponto de entrada Imatra foram suspensas, confirmou a companhia estatal finlandesa Gasgrid Finland, num comunicado aqui citado pela Sky News.

Isto depois da Gazprom ter exigido aos países europeus o pagamento do gás natural russo em rublos, algo que a Finlândia recusou. 

Combates intensos prosseguem no Donbass

Ema Gil Pires | há 1 mês

Os combates na Ucrânia continuam a ser mais violentos na região oriental do Donbass, conhecida por ser parcialmente controlada por separatistas pró-Kremlin já desde 2014.

"As tentativas de ataque ao Donbass continuam. Eles [os russos] arruinaram completamente Rubizhne e Vonokvakha, tal como Mariupol", disse o presidente Volodymyr Zelenskiy, na atualização divulgada na noite de sexta-feira nas redes sociais.

O chefe de Estado ucraniano diz ainda que o exército do Kremlin está "a tentar fazer o mesmo com Severodonetsk e muitas outras cidades".

Para recordar...

Ema Gil Pires | há 1 mês
  • O Ministério da Defesa da Rússia afirmou na sexta-feira que Exército russo "libertou na totalidade" o complexo siderúrgico Azovstal, em Mariupol, sudeste da Ucrânia, após os últimos combatentes ucranianos presos naquele espaço se terem rendido.
  • Os Estados Unidos deverão manter 100 mil militares destacados na Europa no futuro próximo, exceto se a Rússia ameaçar a Finlândia, a Suécia ou os países membro da NATO, segundo com a CNN Internacional, que cita vários funcionários oficiais norte-americanos.
  • O partido do Kremlin, o Rússia Unida, propôs hoje que seja abolido o limite de idade para servir no Exército, num momento em que acontece a campanha militar russa na Ucrânia.
  • Na audiência judicial desta sexta-feira, Vadim Shishimarin, o soldado russo de 21 anos acusado de crimes de guerra na Ucrânia, disse que não queria "matar" um civil desarmado, dizendo estar "muito arrependido". Recorde-se que o comandante declarou-se culpado pelo homicídio de Oleksandr Shelipov, de 62 anos, na região de Chupakhivka, em Sumy, a 28 de fevereiro.

Bom dia!

Ema Gil Pires | há 1 mês

Damos aqui início a mais um acompanhamento AO MINUTO da invasão russa na Ucrânia. Poderá recordar os acontecimento de sexta-feira no registo abaixo.

AO MINUTO: Rússia diz controlar Azovstal; Sobe alarme da crise alimentar

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia.

Notícias ao Minuto | 07:47 - 20/05/2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório