Meteorologia

  • 06 JULHO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 31º

Marcelo anuncia ida de Costa à Ucrânia, pelo menos, até sábado

A visita do primeiro-ministro ao país que foi invadido pelas tropas russas já tinha sido anunciada, mas ainda não tinha data prevista. Sublinhe-se que António Costa visitará a Roménia e a Polónia entre quinta e sábado.

Marcelo anuncia ida de Costa à Ucrânia, pelo menos, até sábado
Notícias ao Minuto

14:34 - 18/05/22 por Notícias ao Minuto

País Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República afirmou, esta quarta-feira, que António Costa vai visitar a Ucrânia até ao final desta semana.

A caminho de Timor, para as comemorações dos 20 anos de independência, Marcelo Rebelo de Sousa disse que a altura em que viaja até à antiga colónia portuguesa é "uma coincidência feliz" com os compromissos do chefe do Governo.

"Não deixa de ser uma coincidência feliz que, na altura em que o primeiro-ministro português vai à Roménia, à Polónia e à Ucrânia em plena guerra, sempre com uma visão de paz, que nós celebremos aqui com os irmãos timorenses aquilo que são 20 anos já - o tempo passou a correr - de paz, de liberdade, desenvolvimento económico e social",  referiu o chefe de Estado.

Recorde-se que António Costa vai esta quarta-feira para o leste europeu, onde participará numa reunião plenária com o governo romeno, em Bucareste, nos dias 18 e 19, e também visitará um Centro de Acolhimento de Refugiados ucranianos na Polónia, no dia 20. Não é conhecida a data da visita à Ucrânia, que já tinha sido anunciada, sendo expectável que só seja noticiada após o seu término.

António Costa anunciou que ia visitar a Ucrânia depois de se ter reunido, no passado dia 4, por videoconferência, com o seu homólogo ucraniano. Na altura, o chefe do Governo não revelou a altura, dizendo apenas que tinha ficado apontada uma data que "oportunamente" iria ser divulgada. Durante esta visita é esperado que seja "assinado o acordo do apoio financeiro de Portugal no programa do Fundo Monetário Internacional de apoio à Ucrânia".

Aos jornalistas, Costa disse, na altura, que a reunião permitiu que "reafirmar toda a solidariedade de Portugal com a  Ucrânia e o povo ucraniano". "Haverá um reforço dos apoios humanitário, militar e financeiro nas próximas semanas, para corresponder às necessidades da Ucrânia", escreveu, a 4 de maio, António Costa no Twitter.

Leia Também: Parlamento debate a 1 de junho acolhimento de refugiados ucranianos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório