Meteorologia

  • 05 JULHO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 31º

EUA pedem que Reino Unido não tenha atos unilaterais na Irlanda do Norte

O conselheiro do Departamento de Estado dos EUA, Derek Chollet, solicitou ao Reino Unido, na sexta-feira, que não recorra a atos "unilaterais" em relação à Irlanda do Norte.

EUA pedem que Reino Unido não tenha atos unilaterais na Irlanda do Norte
Notícias ao Minuto

23:58 - 20/05/22 por Lusa

Mundo EUA

O apelo foi feito depois de o governo de Londres anunciar que prepara uma lei para revogar parte dos acordos relacionados com a saída do Reino Unido da União Europeia, o designado Brexit, que regulam o estatuto da região.

"Queremos ver este assunto resolvido. Queremos ver com a tensão baixa e não atos unilaterais", disse Chollet à BBC, no mesmo dia em que uma delegação de congressistas aterrou em Bruxelas para analisar o protocolo relativo à Irlanda do Norte, antes de se deslocar ao Reino Unido e à Irlanda nos próximos dias.

O presidente dos EUA, Joe Biden, tem exprimido o seu especial interesse em preservar os acordos de paz na região.

A presidenta da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, mostrou-se esta semana "profundamente preocupada" com a eventualidade de Londres "suprimir unilateralmente" o Protocolo para a Irlanda do Norte, parte essencial dos acordos do Brexit.

Na sexta-feira, o líder de um partido da Irlanda do Norte criticou Pelosi por ameaçar bloquear um acordo comercial com o Reino Unido devido às divergências pós-Brexit de Londres com Bruxelas.

Pelosi advertiu em comunicado para o risco de retaliação dos Estados Unidos, corresponsável pelo acordo de paz de 1998, se o Reino Unido agir unilateralmente para mudar os acordos comerciais para a Irlanda do Norte.

"Se o Reino Unido optar por subverter os Acordos da Sexta-feira Santa, o Congresso não pode e não apoiará um acordo bilateral de comércio livre com o Reino Unido", afirmou.

O líder do Partido Democrata Unionista (DUP), Jeffrey Donaldson, respondeu que é "absolutamente evidente" que o Protocolo está a afetar o acordo de paz que "tornou impossível a partilha de poder com base no consenso".

Leia Também: Irlanda do Norte. Líder unionista critica interferência de Nancy Pelosi 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório