Meteorologia

  • 30 JUNHO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 24º

Bebé sofre traumatismo e leva 11 pontos após parto na receção de hospital

Hospital diz que mulher recebeu uma pulseira verde devido ao "quadro de contrações leves" podendo "esperar até duas horas para ser atendida".

Bebé sofre traumatismo e leva 11 pontos após parto na receção de hospital
Notícias ao Minuto

18:51 - 19/05/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Brasil

Uma bebé sofreu um traumatismo craniano e teve de levar 11 pontos na cabeça após nascer na receção da maternidade Sofia Feldman, na Região Norte de Belo Horizonte, no Brasil. 

O caso, que agora ficou conhecido, ocorreu no passado dia 6 de maio. Segundo o G1, a mulher, mãe da bebé, pediu ajuda ao chegar, mas teve de esperar mais de 40 minutos na receção até ao primeiro atendimento, acabando a criança por nascer no local.

Um vídeo divulgado pela imprensa brasileira mostra que a mulher, identificada como Josiane Marques Pereira, chegou ao hospital pelas 07h37. Desde a chegada até ao momento em que a bebé nasceu e caiu no chão passaram 56 minutos. A bebé passou por uma cirurgia no  Hospital João XXIII e foi depois internada num outro hospital, onde recebeu alta hospitalar no dia 11 de maio.

O pai da criança apresentou uma queixa no dia 8 de maio e o caso está a ser investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais para se apurar se este se tratou de negligência médica.

A maternidade em questão emitiu um comunicado sobre o sucedido, no qual diz que a paciente, que chegou às  07h38, passou pelo processo de triagem e recebeu uma pulseira verde devido ao “quadro de contrações leves” podendo “esperar até 2 horas para ser atendida”. 

Notícias ao Minuto Recém-nascido teve de levar vários pontos © Divulgação  

“Às 08h30 a paciente apresentou queixas de aumento de contrações e pediu uma nova avaliação, que logo foi feita pela equipe, durante o tempo da 2.ª avaliação uma sala ao lado estava disponível para reavaliação da gestante, que alegou que não conseguia se locomover até à sala”, lê-se.

O hospital diz que a bolsa se rompeu com uma “descida extremamente rápida da criança” no momento em que a enfermeira se preparava para dar a assistência adequada.

“No momento em que a Enfermeira Obstétrica se preparava para realizar a assistência adequada no local, a bolsa se rompeu junto com a descida extremamente rápida da criança que veio a tocar o chão devido a força de expulsão da contração”, acrescenta, garantido que de seguida foram realizados exames.

A mãe garante que se tratou de “negligência” e acusa o hospital de não ter voltado a entrar em contacto com a família.

Leia Também: 'Partygate'. Boris Johnson não receberá novas multas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório