Meteorologia

  • 29 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 16º MÁX 23º

Apreendidas duas toneladas de marfim na RDCongo

Várias organizações não-governamentais (ONG) ambientalistas e as autoridades da República Democrática do Congo (RDCongo) apreenderam, no sábado, duas toneladas de marfim na cidade de Lubumbashi, a maior apreensão feita no país, disse um dos responsáveis pela operação.

Apreendidas duas toneladas de marfim na RDCongo
Notícias ao Minuto

14:46 - 16/05/22 por Lusa

Mundo RDCongo

"Este marfim veio de mais de 150 elefantes, que caçadores mataram, não só na RDCongo, mas noutros países da África Austral", disse à agência Efe o diretor da ONG Conserv Congo, Adams Cassinga, um dos grupos que liderou a operação, levada a cabo na terceira maior cidade do país, perto da fronteira com a Zâmbia.

Além de recuperar o marfim, a polícia congolesa deteve três suspeitos de tráfico durante a sua intervenção, embora não tenha dado detalhes sobre os detidos.

"Sabemos que outros conseguiram fugir, mas as autoridades estão a persegui-los para que possam ser julgados em tribunal", acrescentou Cassinga.

Muitos traficantes usam a RDCongo como base de operações de comercialização de animais ou partes de animais, devido à localização estratégica do país e às fronteiras porosas, segundo este especialista em conservação da natureza.

"O sucesso desta operação deve-se ao trabalho incansável da nossa organização com outros grupos durante quatro anos, bem como a vários voluntários da sociedade civil, e da polícia com as autoridades ambientais congolesas", acrescentou Cassinga..

"Estamos a mostrar que, se queremos acabar com o tráfico de animais, devemos continuar a trabalhar assim, unindo as forças de vários grupos", frisou.

As populações de elefantes da savana africana diminuíram 60% nos últimos 50 anos, levando a organização a declará-los ameaçados de extinção, de acordo com dados da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

Com mais de 70% dos elefantes africanos, de acordo com estimativas, a África Austral abriga, de longe, o maior número de espécies: aproximadamente 293.000 paquidermes em áreas sistematicamente pesquisadas, segundo a UICN.

A África Oriental tem cerca de 86.000 (20%) elefantes, enquanto a África Central tem cerca de 24.000 (6%) e a África Ocidental continua a ter a menor população regional, com cerca de 11.000 (menos de 3%).

A República Democrática do Congo costumava abrigar uma das maiores populações de elefantes da floresta de África, embora tenha diminuído para entre 7.800 e 9.500 indivíduos.

Leia Também: Projeções de Bruxelas superam "previsões de crescimento do Governo"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório