Meteorologia

  • 28 MAIO 2022
Tempo
25º
MIN 16º MÁX 27º

Afeganistão. Civis fogem de combates do vale do Panshir

Numerosos civis fugiram nos últimos dias do vale do Panshir, no Afeganistão, onde se registam combates entre os talibãs e o principal grupo armado de oposição, noticia hoje a agência France-Presse, citando habitantes.

Afeganistão. Civis fogem de combates do vale do Panshir

O grupo opositor, Frente Nacional de Resistência (FNR), liderado por Ahmad Massoud, filho do lendário comandante Ahmad Shah Massoud, anunciou em 07 de maio ter lançado uma vasta ofensiva contra os talibãs em várias províncias do norte do país, nomeadamente no Panshir, a 80 quilómetros a norte de Cabul.

Desde então, têm-se repetido confrontos entre a FNR e os talibãs, com cada uma das partes a reclamar dezenas de mortos no adversário, balanço impossível de confirmar de fonte independente naquele vale de difícil acesso.

"Só conseguimos trazer connosco uma ou duas roupas", disse à AFP Lutfullah Bari, que deixou a sua casa no distrito de Hesa-e-Duwum com os 15 membros da sua família com destino a Cabul.

Segundo o deslocado, muitas dezenas de famílias saíram também de Panshir para procurar refúgio na capital.

"Toda a gente deixou a zona por medo", disse Farid Ahmad, que fugiu do distrito de Rukha com a família para se refugiar em Cabul.

"As pessoas fogem das zonas de combate. Têm medo e fogem para salvar a vida", confirmou Aimal Rahimi, outro habitante do mesmo distrito.

No entanto, o chefe local das forças especiais talibãs, Abdul Hamid Khurasani, disse à AFP que os combates tinham terminado e que os combatentes da FNR tinham batido em retirada para as províncias vizinhas de Badakhshan e Baghlan.

Segundo este responsável talibã, a situação no Panshir é agora "normal e pacífica".

Trata-se da primeira ofensiva da FNR desde a queda do seu bastião no Panshir.

O grupo, que se apresenta como o último baluarte democrático no interior do Afeganistão, não conseguiu impedir os talibãs, que chegaram ao poder em meados de agosto, de tomar o Panshir em setembro.

O vale ficou célebre no final dos anos 1980 por Ahmad Shah Massoud, antes de ser assassinado pela Al-Qaida em 2001.

O Panshir não caiu, nem sob a ocupação soviética dos anos 1980, nem durante o regime dos talibãs entre 1996 e 2001.

Leia Também: G7 condena imposição do uso de burca às mulheres no Afeganistão

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório