Meteorologia

  • 13 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 15º MÁX 25º

Von der Leyen acusa Rússia de usar gás como "instrumento de chantagem"

A petrolífera estatal russa já notificou a empresa búlgara Bulgargaz e a empresa polaca PGNiG da "suspensão das entregas de gás a partir de 27 de abril e até que o pagamento seja feito em rublos".

Von der Leyen acusa Rússia de usar gás como "instrumento de chantagem"
Notícias ao Minuto

09:13 - 27/04/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Guerra na Ucrânia

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, acusou esta quarta-feira a Rússia de tentar usar o gás natural “como instrumento de chantagem”. Em causa está o facto de a petrolífera estatal russa Gazprom suspender, a partir de hoje, o fornecimento de gás à Bulgária e à Polónia, perante a recusa em fazer os pagamentos em rublos.

“O anúncio da Gazprom de que está a suspender unilateralmente a entrega de gás a clientes na Europa é mais uma tentativa da Rússia de utilizar o gás como instrumento de chantagem”, afirmou, em comunicado, Von der Leyen, que afirmou que a medida é “injustificada e inaceitável”.

A responsável frisou que a suspensão “mostra mais uma vez a falta de fiabilidade da Rússia como fornecedor de gás”, sendo que a União Europeia está “preparada para este cenário” e está “em estreito contacto com todos os Estados-membros”. 

“Temos trabalhado para assegurar as entregas alternativas e os melhores níveis de armazenamento possíveis em toda a UE. Os Estados-membros estabeleceram planos de contingência para esse cenário e trabalhámos com eles em coordenação e solidariedade”, acrescentou.

Está neste momento a decorrer uma reunião do Grupo de Coordenação de Gás da União Europeia, de forma a “traçar uma resposta coordenada” e “garantir a segurança do fornecimento de energia”. 

“Os europeus podem confiar que estamos unidos e em plena solidariedade com os Estados-membros afetados por este novo desafio. Os europeus podem contar com o nosso total apoio”, frisou a responsável.

No final de março, o presidente russo, Vladimir Putin, tinha dito que os clientes estrangeiros da Gazprom, "hostis à Federação Russa", deveriam pagar o gás importado em rublos. Hoje a petrolífera anunciou que já notificou a empresa búlgara Bulgargaz e a empresa polaca PGNiG da "suspensão das entregas de gás a partir de 27 de abril e até que o pagamento seja feito em rublos".

Leia Também: AO MINUTO: Explosões em depósito de armas russo; Apoio "não é suficiente"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório