Meteorologia

  • 19 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 21º

A nova vida da família cuja fuga de Irpin se tornou capa da Time

Soldado pegou bebé nos braços enquanto mãe chorava. Imagem foi capa da revista Time.

A nova vida da família cuja fuga de Irpin se tornou capa da Time
Notícias ao Minuto

23:02 - 30/03/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Guerra na Ucrânia

No dia 5 de março, uma semana depois do início da guerra, tornava-se conhecida a história da pequena Emma, um bebé de cinco meses que, na companhia da mãe, foi filmada a tentar escapar da cidade de Irpin, um subúrbio ucraniano altamente devastado pelas forças russas.

Obrigada a separar-se do marido, Julia fugiu com a  filha da cidade onde viveu toda a sua vida. E, esse momento, ficou registado numa imagem que, mais tarde, a revista TIME usou como capa.

'A Agonia da Ucrânia' era a manchete da revista, que mostrava um soldado russo, com Emma nos braços, a tentar ajudar a família a fugir da cidade.

"Tínhamos uma vida perfeita, numa cidade maravilhosa. Agora é só ruínas" reportava a mulher na altura, à Cadena SER.

Volvidos 35 dias do início da guerra, a família voltar a aceitar falar com esta televisão, desta vez na cidade de Rivne, onde tenta recuperar a sua vida, depois de viveram o pior dias das suas vidas.

"Agora estamos bem, bem dentro do possível tendo em conta a situação que vive o nosso país. Estamos felizes por estar seguros e de não ouvir explosões. Estamos num pequeno apartamento, mas felizes por ter um teto", afirma Julia, recordando igualmente os dias difíceis em que tiveram que abandonar a sua casa e chegar um sitio onde não conheciam ninguém.

Oleh teve que ficar na cidade, uma vez que os homens eram os últimos a poder abandonar a localidade, mas já está reunido com a  família.

Na segunda-feira, o presidente ucraniano Volodymir Zelensky anunciou que as tropas ucranianas tinham libertado Irpin do controlo russo. Uma notícia que deixa o casal feliz, embora não saibam se a sua casa continua de pé.

"Como sabem, Irpin foi destruída. Não podemos voltar a Irpin, mas estamos felizes por terem libertado esta cidade e esperamos poder voltar lá porque é a nossa casa", dizem.

Quanto à fotografia que a celebrizou, Julia diz que a sua família é apenas um exemplo entre tantas outras famílias que estão a passar pelo mesmo, muitas inclusive em situações piores.

Leia Também: "Devemos matá-la ou mantê-la viva?". Relato de mulher violada por russos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório