Meteorologia

  • 30 MAIO 2024
Tempo
30º
MIN 16º MÁX 30º

ONU pede ao presidente que liberte 4 soldados franceses da Minusca

Um representante da ONU na República Centro-Africana reuniu-se com o presidente centroafricano para a libertação "o mais rápido possível" de quatro soldados franceses, membros da missão da ONU Minusca, anunciou hoje a Organização das Nações Unidas.

ONU pede ao presidente que liberte 4 soldados franceses da Minusca
Notícias ao Minuto

23:10 - 22/02/22 por Lusa

Mundo RCA

Os quatro militares franceses, que escoltavam o chefe de Estado-Maior da missão de estabilização da ONU na RCA (Minusca) quando foram detidos, na tarde de segunda-feira, no aeroporto da capital, "são portadores de carteiras de identidade da ONU" e "não estão livres", estão "detidos" no país, afirmou o porta-voz da ONU, Stéphane Dujarric, na conferência de imprensa diária.

"O comandante da força" das forças de paz da ONU e o vice do enviado da ONU neste país "foram recebidos pelo presidente para tratar deste dossier", adiantou o porta-voz,

O procurador público em Bangui anunciou que a República Centro-Africana abriu hoje uma investigação após a prisão, no dia anterior, dos quatro soldados do corpo da Legião Estrangeira do exército francês operando sob a bandeira da ONU.

"A procuradoria [ministério Público] decidiu abrir uma investigação regular para esclarecer os fatos", anunciou na rádio estatal o procurador Laurent Lengande .

Este incidente com os militares franceses ocorreu no momento em que as relações entre a França e a sua ex-colónia estão cada vez mais tensas, exacerbadas por uma guerra de influência entre Paris e Moscovo, neste país em guerra civil desde 2013.

Portugal está presente na RCA, com 191 militares integrados na missão das Nações Unidas e outros 26 militares no âmbito da missão da União Europeia (EUTM-RCA) de formação e aconselhamento das forças de segurança e defesa.

Leia Também: RCA. Missão da ONU e Paris condenam detenção de militares franceses

Recomendados para si

;
Campo obrigatório