Meteorologia

  • 20 MAIO 2022
Tempo
31º
MIN 17º MÁX 34º

EUA acreditam que Rússia usará força militar até meados de fevereiro

Os Estados Unidos da América (EUA) acreditam que a Rússia usará força militar contra a Ucrânia até meados de fevereiro, disse hoje a vice-secretária de Estado norte-americana, Wendy Sherman.

EUA acreditam que Rússia usará força militar até meados de fevereiro
Notícias ao Minuto

16:52 - 26/01/22 por Lusa

Mundo Ucrânia

"Tudo indica que (o Presidente russo, Vladimir Putin,) irá usar a força militar em algum momento, talvez entre agora e meados de fevereiro", disse Sherman, admitindo, porém, que não sabe se o governante russo tomou já a "decisão final" para partir para a ofensiva.

"Não sei o que se passa na cabeça do Presidente Putin. Há apenas uma pessoa que sabe. E esse é o próprio Presidente Putin. (...) Acho que nem as pessoas à sua volta sabem o que ele fará, no final", acrescentou a vice-secretária de Estado, durante uma conversa, em formato virtual, no Yalta European Strategy, um fórum de reflexão que dedicou uma sessão a discutir "o futuro europeu da Ucrânia".

A "número dois" da diplomacia norte-americana disse ainda que os Jogos Olímpicos de Inverno na China - que arrancam no início de fevereiro, numa cerimónia em que participará o Presidente russo - podem "ter impacto no seu calendário e no seu pensamento".

"Todos sabemos que os Jogos de Pequim começam no dia 04 de fevereiro com a cerimónia de abertura e o Presidente Putin estará lá. Acho que provavelmente o Presidente (chinês) Xi Jinping não ficaria muito contente se Putin escolhesse aquele momento para invadir a Ucrânia", argumentou Wendy Sherman.

Os países ocidentais, incluindo a União Europeia e os Estados Unidos, acusam a Rússia de reunir dezenas de milhares de tropas na fronteira com a Ucrânia, receando a preparação de uma possível invasão russa do país vizinho.

A Rússia nega quaisquer planos para uma ofensiva, mas condiciona a diminuição da tensão a uma série de exigências, incluindo acordos que garantam que a Ucrânia não será membro da NATO.

A Ucrânia e os seus aliados ocidentais também acusam Moscovo de apoiar militar e financeiramente os separatistas pró-russos contra os quais Kiev luta no leste do país desde 2014, o que tem sido negado sempre pela Rússia.

Leia Também: Ucrânia. Se Rússia intervém "haverá consequências em grande escala da UE"

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório