Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 22º

Morreu Olavo de Carvalho, conhecido como 'guru do bolsonarismo'

Causas da morte não foram anunciadas, no entanto, o professor tinha revelado estar infetado com Covid-19 no passado dia 16 de janeiro. Notícia da morte foi dada pela família em comunicado nas redes sociais.

Morreu Olavo de Carvalho, conhecido como 'guru do bolsonarismo'
Notícias ao Minuto

10:54 - 25/01/22 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Brasil

Morreu esta segunda-feira Olavo de Carvalho, um dos principais influenciadores da extrema-direita brasileira e considerado um 'guru do bolsonarismo', na região de Richmond, Estados Unidos, onde morava. A notícia é avançada através de uma nota nas redes sociais do escritor.

Segundo essa nota, Olavo estava hospitalizado naquela região norte-americana.  

"Com grande pesar, a família do professor Olavo de Carvalho comunica a notícia de sua morte na noite de 24 de janeiro, na região de Richmond, na Virgínia, onde se encontrava hospitalizado", lê-se no comunicado deixado nas redes sociais do também professor.

Olavo de Carvalho "deixa a esposa, Roxane, oito filhos e 18 netos", detalha ainda o comunicado. 

As causas da morte não foram divulgadas, no entanto, de referir que Olavo tinha anunciado no passado dia 16 de janeiro que estava infetado com Covid-19. O professor desmarcou, na altura, aulas do seu curso online de filosofia, segundo indicava o site O Globo. 

Já no ano passado, em julho, o professor tinha sofrido diversos problemas de saúde, que o levaram a ser hospitalizado em São Paulo e nos Estados Unidos, onde morava.

Ficou conhecido por vídeos e livros que apoiavam o conservadorismo político

Nascido em Campinas, no interior de São Paulo, Olavo Luiz Pimentel de Carvalho intitulava-se filósofo, apesar de não ter formação na área, e ficou conhecido por vídeos e livros que apoiavam o conservadorismo político e que recusavam o discurso politicamente correto.

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, já lamentou a morte de Olavo de Carvalho, que qualificou como "um dos maiores pensadores da história" do Brasil.

"Olavo foi um gigante na luta pela liberdade e um farol para milhões de brasileiros. Seu exemplo e seus ensinamentos nos marcarão para sempre", escreveu o chefe de Estado na rede social Twitter.

Também o filho do Presidente Carlos Bolsonaro lamentou nas redes sociais a morte do escritor, que disse admirar pelo "seu vasto conhecimento, bom humor e, principalmente, pela sua coragem".

"Grande foi a sua influência nas nossas vidas, não apenas em política, mas também através de ensinamentos valorosos e inúmeras amizades geradas por convergência de valores. Muitas lições e até mesmo críticas (sempre com a melhor das intenções) ajudaram-nos a refletir e crescer", disse.

O escritor era doente cardíaco e portador da Doença de Lyme, uma infeção que causa irritações na pele e sintomas semelhantes aos da gripe.

Leia Também: Bolsonaro sanciona orçamento do Governo brasileiro para 2022

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório