Meteorologia

  • 23 MAIO 2022
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Endemia não significa fim do vírus, alerta OMS

O chefe de operações de emergência da OMS lembrou que uma “endemia só quer dizer que [o vírus] está cá para sempre”. Já o diretor-geral alertou que "novas variantes podem surgir".

Endemia não significa fim do vírus, alerta OMS
Notícias ao Minuto

18:34 - 18/01/22 por Notícias ao Minuto com Lusa

Mundo Coronavírus

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou esta terça-feira que o facto de a pandemia de Covid-19 se estar a transformar numa endemia não significa que a doença e o vírus deixaram de ser perigosos.


"As pessoas falam em pandemia versus endemia”, começou por afirmar o chefe de operações de emergência da OMS, Michael Ryan, durante uma intervenção virtual no Fórum Económico Mundial.

“A endemia Malária mata centenas de milhar de pessoas; a endemia HIV, a endemia violência nas nossas cidades”, frisou, acrescentando que "a endemia por si só não é bom - a endemia só quer dizer que está cá para sempre”.

Lembrando que a variante Ómicron é muito mais contagiosa do que as variantes anteriores, mas que aparentemente causa um menor número de vítimas mortais, o responsável defendeu que a vacinação é prioritária.

“O que precisamos de fazer é chegar a baixos níveis de incidência da doença com a vacinação da população, para que ninguém tenha de morrer. É esse o fim da emergência de saúde, na minha opinião. É esse o fim da pandemia”, destacou. 

Já o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, advertiu, na habitual videoconferência de imprensa da organização sobre a evolução epidemiológica da Covid-19, que “esta pandemia está longe de acabar”.

"Esta pandemia está longe de acabar, e com o incrível crescimento global da Ómicron, novas variantes podem surgir", disse.

Ghebreyesus reiterou que, apesar de ser menos grave, a Ómicron está a causar hospitalizações, a maioria entre pessoas não vacinadas, e mortes.

"Mesmo os casos menos graves estão a inundar as unidades de saúde", alertou, assinalando que, em muitos países, "as próximas semanas vão continuar a ser críticas para os profissionais e sistemas de saúde".

"Peço a todos que façam o melhor para reduzir o risco de infeção, para que possam ajudar a aliviar a pressão dos sistemas" de saúde, apelou o dirigente da OMS, enfatizando que a vacinação "é a chave para proteger os hospitais de ficarem sobrecarregados", porque continua eficaz a prevenir a doença grave e a morte.

Segundo a OMS, na semana passada foram reportados mais de 18 milhões de novos casos de infeção no mundo. O número de mortes por Covid-19 "manteve-se estável".

Leia Também: OMS mantém emergência internacional para o SARS-CoV-2

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório