Meteorologia

  • 17 MAIO 2022
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 24º

Ataque terrorista matou pelo menos dez civis no norte de Burkina Faso

Pelo menos uma dezena de civis foram mortos, no sábado, durante um ataque atribuído a 'jihadistas' na aldeia de Namssiguian, no norte de Burkina Faso, disseram hoje fontes locais e de segurança.

Ataque terrorista matou pelo menos dez civis no norte de Burkina Faso

De acordo as informações recolhidas pela agência France Presse (AFP), "indivíduos armados não identificados realizaram um ataque mortal na aldeia de Namssiguian, na província de Bam".

O balanço provisório aponta para dez civis mortos, mas esta avaliação ainda pode "evoluir", porque "as famílias ainda estão sem notícias de alguns dos seus familiares", afirmou a fonte citada pela AFP.

Há também "danos materiais significativos porque lojas e empresas foram incendiadas".

"Os terroristas permaneceram várias horas na aldeia onde saquearam e destruíram", acrescentou, referindo que "os atacantes já tinham previamente sabotado as antenas telefónicas, impossibilitando toda a comunicação".

Assim como os países vizinhos Mali e Níger, Burkina Faso sofre desde 2015 uma espiral de violência atribuída a grupos 'jihadistas' armados, ligados à Al-Qaeda e ao grupo Estado Islâmico.

Apesar das operações contra esses grupos, o exército luta para conter a violência que já matou mais de 2.000 pessoas em seis anos e forçou mais de 1,5 milhão de pessoas a fugir de suas casas.

No final de dezembro, um ataque de supostos 'jihadistas' matou 41 pessoas no norte de Burkina Faso, incluindo civis e militares.

De acordo com vários meios locais de comunicação, esta emboscada teve como alvo um comboio de comerciantes, escoltados por Voluntários para a Defesa da Pátria (VDP).

Este ataque foi o mais mortífero desde meados de novembro, quando 57 pessoas, incluindo 53 militares, foram mortas, no norte do país.

O ataque mais mortal desde o início da violência 'jihadista', em 2015, em Burkina, continua a ser o de Solhan, na província de Sahel (norte), durante o qual pelo menos 132 pessoas foram mortas, segundo um relatório oficial.

Os ataques, de gravidade variável, contra civis ou membros das Forças de Defesa e Segurança, tornaram-se quase diários em Burkina.

Na quinta-feira, um polícia foi morto e "vários terroristas neutralizados" durante um ataque armado contra um posto de controle no norte, segundo fontes de segurança.

Dois dias antes, pelo menos quatro soldados foram mortos num ataque atribuído a grupos 'jihadistas' contra uma unidade do destacamento militar, também no norte do país, perto da fronteira com o Níger.

Quatro oficiais superiores do Exército foram nomeados na quinta-feira para chefiar regiões no norte e leste de Burkina Faso, as áreas mais atingidas pelos 'jihadistas'.

Leia Também: Quinze detidos por tentativa de destabilização no Burkina Faso

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório