Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 15º

Edição

França liberta homem suspeito do homicídio de Jamal Khashoggi

As autoridades dizem ter-se tratado de um caso de “identidade equivocada”.

França liberta homem suspeito do homicídio de Jamal Khashoggi

O homem detido, esta terça-feira, suspeito de estar ligado ao homicídio do jornalista saudita Jamal Khashoggi foi libertado, num caso de “identidade equivocada”.

Khaled Aedh Al-Otaibi, de 33 anos, estava prestes a embarcar num voo para Riade, na Arábia Saudita, quando foi detido no aeroporto Roissy, perto de Paris, em França.

O homem terá o mesmo nome de um antigo guarda da coroa saudita, que consta em documentos dos Estados Unidos e do Reino Unido e num relatório das Nações Unidas como sendo um dos 15 homens envolvidos na morte do jornalista, na Turquia.

No final do dia de ontem, a embaixada da Arábia Saudita em Paris já tinha dito que o homem “nada tem a ver com o caso em questão”.

Uma fonte de segurança saudita adiantou ainda que o nome é muito comum no reino e que a pessoa em causa estava já presa na Arábia Saudita com “todos os suspeitos do caso”, cita a Reuters.

“Verificações extensas da identidade desta pessoa mostraram que o mandato não se aplicava a ele”, refere um comunicado do Ministério Público de Paris, que acabou por libertar o homem.

Jamal Khashoggi - o jornalista saudita que estava exilado nos Estados Unidos, onde escrevia uma coluna para o jornal The Washington Post, com fortes críticas ao regime do seu país - foi violentamente assassinado nas instalações do consulado da Arábia Saudita em Istambul, a 2 de outubro de 2018, por um comando de agentes de Riade.

Depois de negar o assassínio, Riade acabou por admitir que a morte do jornalista fora cometida por diversos agentes sauditas que agiram por sua conta.

Após um julgamento na Arábia Saudita, muito criticado pela comunidade internacional, cinco sauditas foram condenados à morte e três a penas de prisão, mas, desde então, as sentenças de morte foram comutadas.

Leia Também: Detido suspeito de estar ligado ao homicídio de Jamal Khashoggi

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório