Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 15º

Edição

EUA e UE anunciam lançamento de diálogo sobre segurança e defesa

O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, e o Alto Representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, anunciaram hoje o lançamento de um diálogo Estados Unidos-UE sobre segurança e defesa.

EUA e UE anunciam lançamento de diálogo sobre segurança e defesa

Num comunicado conjunto, os dois chefes da diplomacia indicaram que o anúncio da iniciativa, nos termos previstos na declaração conjunta da cimeira EUA-UE de junho de 2021, é feito por ocasião da visita a Washington do secretário-geral do Serviço Europeu de Ação Externa, general Stefano Sannino, e do diretor-geral do Estado-Maior da UE, vice-almirante Hervé Bléjean.

A primeira reunião do diálogo, que terá como objetivo uma cooperação mais estreita nas áreas da segurança e defesa, realizar-se-á no início de 2022, com a participação dos Departamentos de Estado e da Defesa norte-americanos e do Serviço Europeu de Ação Externa, bem como da Comissão Europeia e da Agência de Defesa Europeia, conforme adequado, segundo a nota de imprensa.

"O Alto Representante [da UE] e o secretário [de Estado norte-americano] reafirmam o seu inabalável apoio a uma sólida cooperação NATO-UE e aos compromissos definidos e princípios consagrados nas declarações conjuntas de 2016 e 2018", lê-se no documento.

"Comprometem-se a continuar a trabalhar juntos para aumentar o nível de ambição para a cooperação NATO-UE, a fim de fortalecer ainda mais esta parceria estratégica fundamental", refere-se ainda.

Os dois dirigentes saudaram igualmente a aprovação pelo conselho diretivo da Agência de Defesa Europeia de um mandato negocial para um acordo administrativo com os Estados Unidos e expressaram o compromisso comum de concluir em breve as negociações.

Blinken e Borrell reconheceram ainda "a importância de uma defesa europeia mais forte e capaz que contribua para a segurança global e transatlântica" e recordaram "a necessidade de desenvolver capacidades coerentes, complementares e interoperacionais", apoiando "o maior envolvimento possível dos Estados Unidos nas iniciativas de defesa da UE".

Leia Também: Nuclear. EUA acusam Irão de não ser construtivo nas novas negociações

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório