Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2022
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Campanha das eleições na Argélia marcada pelo boicote da oposição

Os argelinos são chamados sábado às urnas para eleger os membros das assembleias populares comunais (APC) e das assembleias populares das wilayas (APW, departamentais), depois de uma campanha que ficou marcada pelos apelos da oposição ao boicote eleitoral.

Campanha das eleições na Argélia marcada pelo boicote da oposição
Notícias ao Minuto

20:58 - 26/11/21 por Lusa

Mundo Argélia

A maioria dos departamentos e comunas está nas mãos da Frente de Libertação Nacional (FLN), que está no poder na Argélia desde a independência em 1962, depois de ter ganho as eleições de 2017, votação então marcada por mais de 50% de abstenção.

Segundo a imprensa argelina, no entanto, a quase totalidade da oposição, incluindo a Frente das Forças Socialistas (FFS) e a União para a Cultura e Democracia (RCD), apelou ao boicote eleitoral, considerando que a votação é uma "farsa", depois de a autoridade eleitoral ter rejeitado inúmeras listas de candidatos oposicionistas.

Segundo a Autoridade Nacional Independente Eleitoral (ANIE), foram chumbadas 1.158 listas de candidatos para as Assembleias do Povo Wilaya apresentadas por 48 partidos políticos e 281 de independentes.

A ANIE adiantou que, para a votação, estão inscritos mais de 23,7 milhões de eleitores.

Leia Também: Crise diplomática: Argélia saúda declarações "respeitosas" de França

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório