Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

AO MINUTO: Regras evitam "terrível janeiro"; Ministra pede desculpa

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19.

AO MINUTO: Regras evitam "terrível janeiro"; Ministra pede desculpa

O dia de hoje prevê-se preenchido por novidades relativas à pandemia da Covid-19, tanto na Europa como em Portugal. Por cá, o Conselho de Ministros vai estar reunido e espera-se que, no final do encontro, o primeiro-ministro, António Costa, anuncie novas medidas de combate à propagação da Covid-19.

Já a Comissão Europeia apresenta esta quinta-feira recomendações atualizadas sobre a livre circulação na União Europeia (UE), devido ao aumento acentuado de casos de infeção. Tudo indica que a abordagem seja "baseada na pessoa", sem quarentenas para vacinados.

E já que falamos em vacinação, também hoje, a EMA vai emitir a sua decisão sobre administração da vacina anticovid-19 da BioNTech/Pfizer a crianças dos 5 aos 11 anos, a primeira na UE para esta faixa etária.

Recorde-se que os casos de SARS-CoV-2 estão a aumentar novamente na Europa. Exemplo disso é a Alemanha, com 75.961 casos em apenas 24 horas, tendo ainda ultrapassado hoje a barreira dos 100 mil óbitos. Apesar de numa escala menor, Portugal também assistiu ontem a uma escalada no número de infeções com quase 4 mil novos casos, um número que não era tão alto desde julho.

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no Mundo

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h05 - Boa noite! Terminamos por aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de sexta-feira, num novo registo.

23h48 - Eslováquia avança com Estado de Emergência

A Eslováquia entrou hoje num confinamento de duas semanas, como resposta à pressão sentida pelos hospitais, à medida que os casos aumentam. Foi também decretado um Estado de Emergência de 90 dias, como forma de contenção da pandemia.

23h39 - Nova variante enfraquece vacinas? Tudo o que se sabe sobre a B.1.1.529

Foi detetada no Botsuana, em África, uma nova variante da Covid-19 (B.1.1.529), com um elevado número de mutações, que podem criar problemas ao sistema imunitário. Os especialistas acreditam que esta estirpe possa comprometer a eficácia das vacinas e que estas não consigam ser tão eficazes contra o SARS-CoV-2. Perceba porquê, aqui.

23h37 - Chile autoriza vacinação de crianças a partir dos três anos

O Chile determinou na quinta-feira a vacinação contra a Covid-19 para crianças a partir dos três anos, que vão receber a vacina chinesa Coronavac, divulgou o Instituto de Saúde Pública (ISP).

22h12 - CIP defende que teletrabalho é medida "desproporcional"

O teletrabalho é uma medida "desproporcional" em relação ao objetivo, disse à Lusa Armindo Monteiro, um dos vice-presidentes da Confederação Empresarial de Portugal (CIP). Armindo Monteiro salientou que há um "cuidado que parece excessivo", visto que há um ano não havia "o nível de vacinação que há hoje e que impede a doença grave e muito grave".

22h10 - Marcelo considera "muito equilibradas" novas medidas para mitigar Covid-19

Exemplos do equilíbrio descrito pelo Presidente da República são "o teletrabalho" e "aquela 'semana de nojo' entre o fim do ano e o recomeço da atividade, quer escolar, quer lúdica, quer de trabalho presencial".

22h09 - AHRESP propõe "mecanismos robustos de apoio" perante novas restrições

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) propôs ao Governo a criação de "mecanismos robustos de apoio" para mitigar o impacto das novas medidas para conter a pandemia de Covid-19.

22h06 - Reino Unido proíbe voos de seis países africanos com receio da nova variante

Os países a integrarem a 'lista vermelha' são a África do Sul, Namíbia, Lesoto, Botswana, Eswatini e Zimbábue. Sajid Javid, secretário da Saúde, alertou que a nova variante detetada na África do Sul "pode ser mais transmissível que a Delta" e acrescentou que "as vacinas atualmente no mercado podem ser menos eficazes". Segundo especialistas, esta variante é "a pior identificada até agora".

22h04 - Brasil regista 12.126 casos e 303 mortes desde ontem

No total, a pandemia já causou 22.055.238 infeções e 613.642 vítimas mortais, tornando o Brasil o segundo país com mais óbitos no mundo, atrás dos Estados Unidos.

20h34 - Presidente checo internado com Covid-19 horas depois de ter tido alta

Milos Zeman foi hoje novamente internado no hospital de Praga, horas depois de ter tido alta, após um teste positivo para a Covid-19, anunciou o seu porta-voz, Jiri Ovcacek, em comunicado.

20h32 - Apoio à família reativado na semana sem aulas

O apoio à família será reativado na semana de janeiro sem aulas, como já aconteceu no passado, no âmbito das medidas contra a Covid-19 hoje anunciadas, disse a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

20h31 - Costa apela a cumprimento de regras para evitar novo "terrível janeiro"

"Aquilo que é essencial evitarmos é que o janeiro do próximo ano tenha qualquer coisa que seja a ver com o terrível janeiro que vivemos este ano de 2021", apelou.

De acordo com chefe do executivo, a única forma de garantir que isto não acontece depois do período do Natal é seguir as recomendações de "mais utilização das máscaras, mais higiene das mãos, mais distanciamento físico, teletrabalho sempre que possível".

20h30 - Madeira regista 56 novos casos e um total de 619 infeções ativas

A Madeira registou hoje 56 novos casos de Covid-19 e 44 recuperações, indicou a Direção Regional de Saúde, referindo que o total de infeções ativas no arquipélago é agora de 619, com 57 doentes hospitalizados.

20h29 - Pandemia custa 6.247,9 milhões ao Estado até outubro

A pandemia de Covid-19 custou 6.247,9 milhões de euros (ME) ao Estado até outubro, devido a mais 5.275,8 milhões de euros de despesa e a menos 972,1 ME de receita, foi hoje divulgado na Síntese da Execução Orçamental da Direção-Geral do Orçamento (DGO).

20h27 - Vacinação evitou morte de cerca de 500 mil pessoas na Europa

A vacinação contra a Covid-19 evitou em menos de um ano a morte de quase meio milhão de pessoas com 60 ou mais anos em 32 países europeus, incluindo Portugal, estima um estudo hoje divulgado. O estudo, da Organização Mundial da Saúde (OMS) Europa e do Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC, na sigla em inglês), apresenta estimativas para o período entre dezembro de 2020 (quando começaram as campanhas de vacinação) e novembro de 2021.

20h26 - Espanha reporta 9.258 casos e 27 óbitos

Esta quinta-feira, Espanha contabilizou mais 9.258 casos e 27 óbitos, o que representa um aumento de 11 pontos na incidência acumulada, que se situa, agora, nos 160 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

20h05 - Crescimento da pandemia na Bélgica "superior" a previsões mais pessimistas

O aumento das infeções e das hospitalizações ligadas à Covid-19 na Bélgica é "superior às curvas mais pessimistas" previstas na semana passada pelos especialistas da área científica, anunciou hoje o primeiro-ministro belga, Alexander De Croo.

As infeções diárias registadas na segunda-feira bateram um recorde no país desde o início da pandemia, em março de 2020, com 23.621 novos casos da doença registados pelo instituto de saúde pública Sciensano.

20h03 - SNS volta a lembrar que "testar é fundamental"

19h53 - BE diz que é preciso acompanhar medidas com apoio para os pais

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considerou hoje que é necessário acompanhar as medidas anunciadas hoje pelo Governo para mitigar a propagação da pandemia com apoios, nomeadamente para os pais que têm de ficar com as crianças em casa.

19h43 - Fique a par das medidas anunciadas hoje para a contenção da pandemia, ponto a ponto

O primeiro-ministro explicou esta quinta-feira serem precisas novas medidas de contenção da pandemia porque, apesar da vacinação e da situação mais favorável do que a generalidade da Europa, o país "não está tão bem" quanto queria estar. Pode encontrar aqui as novas medidas, anunciadas depois da reunião de Conselho de Ministros desta tarde.

19h34 - Associação de Discotecas com "muitas dúvidas" sobre novas regras

O presidente da Associação de Discotecas Nacional disse hoje precisar de mais informações para se pronunciar sobre as novas regras no âmbito da pandemia e admitiu que um modelo de testagem como o da Madeira poderia ser "benéfico".

A entrada nos espaços de diversão noturna vai estar sujeita à apresentação de teste negativo à Covid-19, mesmo para vacinados, a partir de 1 de dezembro, estando as discotecas e os bares encerrados entre 2 e 9 de janeiro, foi hoje anunciado.

19h29 - Dezenas de pessoas manifestam-se contra novas restrições na Madeira. Governo "não recua um milímetro"

Dezenas de pessoas participaram hoje numa manifestação, no Funchal, contra as novas medidas de controlo da Covid-19 na Madeira, nomeadamente a obrigatoriedade de apresentar comprovativo de vacinação e teste antigénio negativo para acesso aos recintos públicos e privados. Ainda assim, Miguel Albuquerque, chefe do executivo madeirense, diz que "o governo não recua um milímetro nas decisões que tomou".

"Eu vivo numa democracia. As pessoas são livres de se manifestarem e o Governo [Regional] foi eleito para tomar decisões", acrescentou.

19h27 - Costa garante primeira fase do reforço de vacinação até 19 de dezembro

O primeiro-ministro assegurou hoje que a primeira fase de administração da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 para os grupos da população atualmente elegíveis vai estar concluída até 19 de dezembro, na conferência de imprensa após o Conselho de Ministros.

19h22 - Costa considera indiscutível resiliência dos profissionais do SNS. Temido pede desculpa, "do fundo do coração"

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje ser "absolutamente indiscutível" que, mesmo nos "momentos mais terríveis da pandemia", o Serviço Nacional de Saúde (SNS) e todos os seus profissionais mostraram "uma total dedicação, resiliência e empenho", quando questionado sobre as declarações de Marta Temido quanto ao processo de seleção dos profissionais de saúde.

A ministra da Saúde também reagiu ao mal estar que as suas declarações causaram na comunidade médica: "Não disse aquilo que se refere que disse. Não disse em momento nenhum que é necessário recrutar profissionais mais resilientes, disse que é necessário que todos façamos um investimento em mais resiliência, sobretudo quem trabalha em áreas tão exigentes como as da Saúde", explicou. 

A governante foi mais longe e salientou: "Se causei uma má interpretação, peço desculpa por isso, genuinamente, do fundo do coração".

19h19 - França regista 33.464 casos e 72 mortos nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, a França contabiliza 33.464 casos, naquele que é o terceiro dia consecutivo em que os casos estão acima dos 30 mil. O país soma, assim, 7.483.282 casos desde o início da pandemia. Segundo as autoridades de saúde pública, foram ainda notificadas 72 mortes, num total de 118.777 óbitos.

18h54 - PS apresenta diploma que permite Governo decretar uso de máscaras na rua

O PS vai apresentar um projeto de lei que "determina as condições de utilização de máscaras em espaço público", propondo que o Governo fique habilitado a decretar esse uso sem necessidade de aprovação pelo parlamento.

18h52 - Companhias incorrem em multas de 20 mil euros por passageiro sem teste

"Os testes [à Covid-19] passam a ser obrigatórios para qualquer entrada em território nacional, seja qual for o ponto de origem e seja qual for a nacionalidade do passageiro", disse o primeiro-ministro na conferência de imprensa após a reunião do Conselho de Ministros que aprovou novas medidas para conter a pandemia. As companhias aéreas que transportem passageiros sem teste negativo à Covid-19 incorrem em multas de 20 mil euros por pessoa.

18h28 - Apenas 27% dos profissionais de saúde em África estão vacinados

"A maioria dos profissionais de saúde na África ainda não foi vacinada e continua perigosamente exposta a formas graves" da doença, alertou Matshidiso Moeti, diretora regional da OMS para África, que intervinha numa videoconferência de imprensa.

18h27 - República Checa decreta estado de emergência para travar pandemia

A República Checa decretou hoje o estado de emergência a partir da meia-noite e por 30 dias, para travar o crescimento exponencial das infeções de covid-19, depois de registar um recorde de novos casos na quarta-feira.

17h58 - Vacinas para crianças dos 5 aos 11 anos chegam a partir de 20 de dezembro

António Costa adiantou que o governo já tem o fornecimento de vacinas pediátricas contratualizado com a farmacêutica Pfizer e que garante a cobertura das mais de 600 mil crianças nesta faixa etária.

17h54 - Hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja com restrição de visitas

O Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV) anunciou hoje que vai restringir, a partir de sexta-feira, as visitas nos hospitais de Aveiro, Águeda e Estarreja, devido ao aumento de doentes Covid-19. Assim, só as pessoas que possuírem certificado de vacinação ou recuperação, ou certificado de teste, poderão visitar os familiares.

17h25 - "Temos de ter consciência que estamos a entrar numa fase de maior risco". Costa anuncia novas medidas

Depois do Conselho de Ministros desta quinta-feira, o primeiro-ministro está, agora, a anunciar as novas medidas de contenção da pandemia em Portugal.

"Sempre que possível, devemos fazer autotestes", nomeadamente antes de nos juntarmos com as famílias na época natalícia. "Sempre que possível, o teletrabalho é recomendado", havendo, ainda, uma semana de contenção entre os dias 2 e 9 de janeiro, na qual o teletrabalho será obrigatório, os bares e discotecas encerradas e uma "alteração no calendário escolar", com o segundo período a começar a 10 de janeiro.

Além destas recomendações, o nível de alerta será elevado para calamidade a partir do dia 1 de dezembro. "As máscaras passam a ser obrigatórias em todos os espaços fechados que não sejam excecionados pela DGS".

Também a entrada em recintos desportivos implica a realização de teste obrigatório à Covid-19, assim como nos acesso a lares, unidades de saúde e eventos, e bares e discotecas.

Por sua vez, o certificado digital Covid-19 volta a ser obrigatório no acesso a restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local a partir de 1 de dezembro.

17h18 - Portugal já administrou mais de 900 mil doses de reforço contra a Covid-19

"Mais de 900 mil pessoas já foram vacinadas com a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 e cerca de 1,7 milhões já receberam a vacina contra a gripe (quase 410 mil em farmácias)." A revelação foi feita esta quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS), em comunicado enviado às redações. 

17h05 - Merkel lamenta as 100 mil mortes na Alemanha e pede mais restrições

A agência alemã de controlo de doenças divulgou hoje ter registado 351 mortes causadas pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, elevando o número total de mortes para 100.119 desde o início da pandemia. Com este aumento, a Alemanha tornou-se o quinto país da Europa a ultrapassar essa marca, a seguir à Rússia, ao Reino Unido, à Itália e à França.

16h59 - Itália contabiliza mais 71 mortos e 13.764 casos de Covid-19

Esta quinta-feira, o Ministério da Saúde italiano contabilizou um aumento de 13.764 casos de Covid-19 no país, assim como 71 óbitos. Ainda assim, as últimas 24 horas, 6.404 pessoas ficaram curadas da doença, o que eleva o número de recuperados para 4.668.257.

16h41 - Onde fazer testes comparticipados? A lista das farmácias e laboratórios

Há 622 farmácias de oficina a executarem estes testes. Já laboratórios e postos de colheita a fazerem este serviço são 158. Pode pesquisar por farmácias ou laboratórios no campo específico no site do Infarmed ou, por outro lado, recorrer ao mapa interativo que os localiza via georreferenciação.

16h36 - Reino Unido ultrapassa os 10 milhões de casos desde o início da pandemia

Nas últimas 24h, 47.240 pessoas testaram positivo à Covid-19, totalizando 10.021.497 infeções desde o início da pandemia. Além disso, mais 147 pessoas morreram desde ontem, num total de 144.433 óbitos.

16h11 - "Testar é fundamental. Mesmo sem sintomas, pode transmitir o vírus. Faça regularmente um teste", alerta o SNS.

16h04 - Lisboa quer investir mais 3,2 milhões em testes à Covid este ano

A Câmara de Lisboa pretende investir mais 3,225 milhões de euros na aquisição de serviços de testagem à Covid-19 por farmácias aderentes do concelho, até ao final do ano, segundo uma proposta que vai ser discutida na sexta-feira.

15h43 - Bruxelas também quer dar prioridade a vacinados de países terceiros

No mesmo dia em que propôs um reforço da coordenação sobre viagens dentro da UE devido ao aumento de casos do coronavírus um pouco por toda a Europa, sugerindo que vacinados não sejam submetidos a restrições adicionais e que não vacinados sejam mais testados, o executivo comunitário apresentou também uma proposta de atualização do quadro regulamentar para viagens não-essenciais desde fora da União.

15h27 - DGS reúne-se para avaliar vacinação pediátrica

Depois do anúncio de que o regulador europeu aprovou, esta quinta-feira, a administração da vacina da Pfizer a crianças dos 5 aos 11 anos, a Direcção Geral da Saúde (DGS) reuniu com os peritos encarregues da avaliação da imunização pandémica, para analisarem a informação fornecida pela EMA e, potencialmente, prepararem um parecer para a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Este é um passo em frente na inclusão das crianças entre os 5 aos 11 anos na vacinação contra a Covid-19 em Portugal, sendo que o Infarmed considera a decisão do regulador suficiente para aceitar a sua inoculação segura e eficaz.

15h21 - Crime organizado em África é ameaça generalizada agravada pela pandemia

O crime organizado em África continua a ser uma ameaça generalizada, agravada pela atual pandemia de Covid-19, alertou hoje Mark Shaw, diretor-geral da iniciativa Global contra a Criminalidade Transnacional Organizada (GI-TOC, na sigla em inglês).

15h18 - Continente e Açores considerados de risco elevado para viagens na UE

Depois de, na semana passada, a Madeira ter recuado da categoria laranja para a vermelha neste mapa (que segue um sistema de semáforos), foi hoje a vez de Portugal continental e dos Açores verem a classificação piorada, passando para o vermelho, que significa risco elevado para a propagação da pandemia.

15h15 - Certificado em bares, restaurantes e ginásios aprovado na Catalunha

O Tribunal Superior de Justiça da Catalunha (TSJC) decidiu aprovar o certificado Covid obrigatório em bares, restaurantes e ginásios da Catalunha. A medida visa responder ao aumento de casos nesta que, para os catalães, é considerada a sexta vaga de infeções.

15h11 - Se tem mais de 65 anos, faça o pedido de agendamento tanto para a vacina da Covid-19, como para a da gripe, relembra o SNS.

14h58 - Portugal com 3.150 casos de infeção e 15 mortes no último dia

Portugal somou mais 3.150 novas infeções pelo novo coronavírus e 15 mortes relacionadas com a doença, indica o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral de Saúde (DGS) esta quinta-feira. Trata-se do segundo dia consecutivo acima dos 3 mil casos, depois de ontem, quarta-feira, terem sido reportados 3.773 casos.

O número de casos ativos é, agora, de 49.525, um aumento de 1.493 em relação ao dia anterior. É o balanço mais elevado de casos ativos desde o início de agosto.

14h17 - Ordem dos Enfermeiros não recomenda vacinação de crianças
 
A Ordem dos Enfermeiros defendeu hoje que não se deve avançar já com a vacinação das crianças contra a covid-19, considerando que a prioridade deve centrar-se na vacinação dos adultos da "forma mais célere possível".

14h00 - Medidas conhecidas às 17 horas

Primeiro-ministro deverá anunciar medidas às 17 horas, hora a que está previsto o briefing da reunião do Conselho de Ministros. Face ao aumento de casos de infeção no país, é esperado que o país volta à situação de calamidade, devendo ser reforçadas medidas relativas ao uso de máscara, teletrabalho e testagem. 

13h16 - "Devemos ser vacinados com uma dose de reforço"

A presidente da Comissão Europeia acaba de partilhar no Twitter um vídeo a apelar à administração das doses de reforço. Para Von der Leyen, não há dúvidas que "devemos ser vacinados com uma dose de reforço, seis meses depois depois da primeira".

Recorde-se que um quarto dos adultos da União Europeia ainda não estão totalmente vacinados. "Se ainda não tomou a vacina, tem mais risco de ter sintomas graves se for infetado. A vacinação protege a si e às outras pessoas", alertou a líder do Executivo europeu.

13h09 - Latada em Coimbra levou a "subida abrupta" de sub-linhagem da Delta

O Instituto Ricardo Jorge associa a "subida abrupta" de uma das sub-linhagens da variante Delta, que se manifestou em 42 concelhos, à Latada, a festa de arranque do ano letivo na Academia de Coimbra.

12h55 - Europa recebe mil milhões de vacinas esta semana

Mil milhões de vacinas serão entregues aos Estados-membros da União Europeia até ao final desta semana, anunciou, esta quinta-feira, a Comissão Europeia.

12h42 - Bruxelas propõe que certificado expire nove meses após a vacinação, se não houver reforço

A Comissão Europeia recomendou, esta quinta-feira, que a validade do certificado Covid-19 dependa da administração de uma dose de reforço da vacina, ou seja, que este documento expire nove meses depois da administração, se uma dose de reforço não for inoculada.

A proposta precisa agora da aprovação dos Estados-membros da União Europeia para entrar em vigor.

Além disso, a Comissão Europeia sugeriu que os vacinados não sejam submetidos a restrições adicionais e que não vacinados sejam mais testados.

12h38 -  Colégio de Matosinhos tem casos de Covid-19 em 12 turmas.

O Colégio Efanor, em Matosinhos, está com um surto de casos de Covid-19, avançou esta quinta-feira a CNN Portugal. De acordo com este canal de televisão, há infeções já confirmadas em 12 turnos do primeiro ciclo.

12h34 - Milhões nos EUA já receberam reforço da vacina

Milhões de norte-americanos receberam doses de reforço da vacina contra a Covid nos últimos dias, depois do país ter autorizado a administração a todos os adultos.

De acordo com as autoridades de saúde, o número ultrapassa os 37,5 milhões. Contudo, é necessário que mais utentes adiram à vacinação, numa altura em que se teme um aumento de infeções também nos EUA.

12h18 - França disponibiliza reforço das vacinas para todos os adultos

O ministro da saúde francês confirmou, esta quinta-feira, que o reforço das vacinas contra a Covid-19 ficarão agora disponíveis para todas as pessoas residentes no país com mais de 18 anos.

Olivier Veran recordou que o SARS-CoV-2 está a espalhar-se muito rapidamente novamente no país e que o governo decidiu assim abrir a todos os adultos a possibilidade de fazerem o reforço da vacina.

Além disso, o governante anunciou que o período entre a toma da última vacina contra a Covid-19 e o reforço será reduzido para cinco meses.

12h14 - Bruxelas anuncia novas recomendações de viagens. Acompanhe aqui em direto:

12h04 - Luta legal pela "utente Covid-19 com as sequelas mais graves do mundo"

Termina esta quinta-feira a batalha judicial entre o Hospital Addenbrooke, de Cambridge, no Reino Unido, e os familiares de uma mulher, de 50 anos, que ficou com lesões cerebrais e paralisada do pescoço para baixo devido à Covid-19.

A família quer manter as máquinas ligadas para dar a esta jovem avó mais tempo para recuperar. Contudo, os médicos responsáveis pelo caso garante que isto não vai acontecer e que a utente, descrita como a "paciente Covid-19 com as sequelas mais graves do mundo", tem o direito a morrer.

Esta quinta-feira, o Tribunal irá anunciar a decisão do recurso interposto pela família, depois da primeira sentença ter ditado que se desligassem as máquinas.

11h53 - EMA aprova vacina da Pfizer para crianças dos 5 aos 11 anos

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) aprovou, esta quinta-feira, a administração da vacina da Pfizer a crianças dos 5 aos 11 anos.

"O Comité dos Medicamentos para Uso Humano da EMA recomendou a concessão de uma extensão de indicação para a vacina Comirnaty [nome comercial da vacina do consórcio farmacêutico BioNTech/Pfizer] para incluir a utilização em crianças dos 5 aos 11 anos de idade", informa o regulador europeu em comunicado. A vacina já era utilizada a partir dos 12 anos.

A EMA explica que, para as crianças dos 5 aos 11 anos de idade, a dose de Comirnaty "será inferior à utilizada em pessoas com 12 ou mais anos", mas "tal como no grupo etário mais velho, é administrada como duas injeções nos músculos do antebraço, com três semanas de intervalo".

Assim sendo, a Pfizer consegue assim a primeira autorização de vacinas contra a Covid-19 a ter autorização, na União Europeia, para inocular esta faixa etária.

11h18 - Portal de agendamento para vacinação e Vida Cascais vencem prémio

O portal de agendamento 'online' para a vacinação contra a covid-19, da Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), e o programa Vida Cascais, da Câmara Municipal de Cascais, venceram o Prémio Políticas Públicas do IPPS-ISCTE, foi hoje anunciado.

11h11 - INSA investiga "subida abrupta" de sublinhagem da Delta

O Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) está a investigar a "subida abrupta" de uma sublinhagem da variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2, que em duas semanas se espalhou por 42 concelhos.

Segundo o último relatório do INSA relativo à diversidade genética do SARS-CoV-2 em Portugal, a frequência relativa desta sublinhagem, que tem uma mutação num local reconhecido como potencialmente crítico para a ligação do vírus às células humanas, subiu de 1,4% para 7,6%.

10h51 - França recomenda terceira dose a partir dos 18 anos

As autoridades de saúde francesas recomendaram hoje que o reforço da vacina anticovid-19 seja dado a todas as pessoas a partir dos 18 anos, cinco meses após a vacinação completa.

10h48 - Turquia pede autorização para aplicar vacina própria

A Turquia solicitou autorização para começar a disponibilizar a sua própria vacina, a Turkvac. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde do país, Fahrettin Koca. De acordo com o governante turco, se tudo correr bem, estas vacinas estarão disponíveis até ao final do ano.

A Turquia já administrou cerca de 120 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, essencialmente, da Pfizer e da Sinovac, uma vacina desenvolvida pela China.

Cerca de 50 milhões de pessoas estão totalmente vacinadas na Turquia.

10h37 - Rússia reporta mais de 1.200 mortes em 24 horas

A Rússia registou, nas últimas 24 horas, 1.238 novas mortes relacionadas a Covid-19. De acordo com as autoridades de saúde britânicas, no mesmo período de tempo, foram confirmados 33.796 casos da doença, o que representa um ligeiro aumento em relação aos 33.558 registrados ontem. 

10h29 - Bruxelas quer vacinas atualizadas a cada nove meses

A Comissão Europeia vai propor, esta quinta-feira, que as vacinas contra a Covid-19 tenham um prazo de validade de nove meses para viajantes que queiram entrar na União Europeia (UE), o que sugere que serão necessárias doses de reforço, revela hoje a Bloomberg.

De acordo com esta publicação, o Executivo comunitário vai também recomendar que, a partir de 10 de janeiro, se aceite a entrada na UE de todos os viajantes vacinados com vacinas aprovadas pela OMS.

10h02 - Hospitais suspendem tratamentos de quimioterapia nos Países Baixos devido ao aumento de casos

Alguns hospitais dos Países Baixos estão a suspender os tratamentos de quimioterapia e os transplantes de órgãos para libertar camas das Unidades de Cuidados Intensivos para doentes com Covid-19, numa altura em que o número destes pacientes sofreu um aumento acentuado.

09h25 - Leão confiante que não serão necessárias medidas demasiado restritivas

O ministro das Finanças está confiante que Portugal não precisará de adotar medidas tão restritivas como outros países dada a elevada taxa de vacinação: "Em Portugal, temos uma taxa de vacinação muito alta, o que cria a expectativa de que não venham a ser necessárias medidas que afetem muito a atividade económica", disse hoje, em entrevista à Renascença e ao Público.

O governante revelou ainda que o Executivo vai aprovar, no Conselho de Ministros de hoje, medidas "mais relacionadas com a necessidade de usar máscara, de vacinação, de uso de certificado, de garantia de que as pessoas que chegam a Portugal não tenham Covid".

João Leão adiantou ainda que "não se entende como necessárias restrições a horários de comércio" e que o Governo tem, neste momento, "apoios preparados em função das medidas que forem tomadas". 

08h39 - Vacinação aumenta em Espanha após aumento de casos

A vacinação contra a Covid-19 em Espanha ganhou um novo 'boost' depois do aumento de casos da doença. Se entre julho e outubro, menos pessoas aderiram às vacinas, agora são cada vez mais os espanhóis a pedirem as doses a que têm direito.

Além do aumento provocado pelas doses de reforço - já foram inoculadas quase 4 milhões em Espanha -, há também, segundo as autoridades de saúde, um 'boom' de pedidos de primeiras doses.

De acordo com o El País, a cobertura vacinal do país vizinho está agora perto dos 80%, uma das melhores da Europa.

08h17 - Protestos nas Caraíbas contra vacinas e outras medidas

As Caraíbas estão a ser palco de vários protestos violentos contra as vacinas e outras medidas relacionadas com a pandemia da Covid-19.

De acordo com a imprensa local, na noite passada, os manifestantes saquearam várias lojas e atearam fogos um pouco por toda a ilha Martinica, depois das regras terem sido novamente apertadas devido ao aumento de casos no arquipélago, que estão a causar o caos nos hospitais.

08h00 - Nova variante descoberta no Botsuana com um número "extremamente alto de mutações"

A comunidade científica está preocupada com uma nova variante da Covid-19 (designada de B.1.1.529) descoberta no Botsuana, em África do Sul. De acordo com o The Guardian, esta nova estirpe tem um "número extremamente alto" de mutações (32), o que pode colocar em risco a eficácia das vacinas.

De acordo com o especialista Dr. Eric Feigl-Ding, da Federação de Cientistas Americanos, a maioria dos casos desta variante foi detetado na África do Sul, mas há um confirmado em Hong Kong. 

Campo obrigatório