Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Mulher de Colin Powell, também vacinada, está infetada mas está bem

Especialistas voltam a sublinhar que as mortes de pessoas vacinadas não estão relacionadas com a eficácia das vacinas. Colin Powell tinha o sistema imunitário comprometido por causa de uma doença paralela.

Mulher de Colin Powell, também vacinada, está infetada mas está bem

Alma Powell, a mulher do antigo secretário de Estado Colin Powell, também está infetada com o vírus que provoca a doença Covid-19, apesar de também ter sido vacinada. A mulher do general, porém, está em casa, com sintomas ligeiros e a responder bem aos tratamentos, de acordo com a CBS News.

Recorde-se que Colin Powell morreu na segunda-feira aos 84 anos, devido a complicações relacionadas com a Covid-19. A mesma publicação sublinha que o cancro do sangue de que padecia o general - mieloma múltiplo - comprometeu a sua resposta imunitária.

Os especialistas afastam, assim, a ideia veiculada por negacionistas de que a morte de Colin Powell prova a ineficácia das vacinas. Trata-se de um caso de um sistema imunitário muito frágil que não se conseguiu proteger da infeção daqueles que não se vacinaram, indicaram.

"Não importa o quão boas sejam as nossas vacinas - se temos um incêndio florestal de infeções entre os que não estão vacinados, vai atingir e matar aqueles que são vacinados e vulneráveis", indicou Ashish Jha, reitor da Escola de Saúde Pública da Universidade de Brown.

Powell foi o primeiro afro-americano a ocupar o cargo de chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, antes de se tornar o chefe da diplomacia norte-americana sob a presidência republicana de George W. Bush.

Leia Também: Biden elogia Colin Powell pelos seus ideiais militares e de diplomacia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório