Meteorologia

  • 24 OUTUBRO 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

São Tomé e Príncipe atinge 50 mortes, 13 apenas em setembro

São Tomé e Príncipe registou mais uma morte por Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total para cinquenta, e 59 novas infeções da doença, subindo o total acumulado de casos para 3.408 desde o início da pandemia, foi hoje anunciado.

São Tomé e Príncipe atinge 50 mortes, 13 apenas em setembro
Notícias ao Minuto

22:05 - 28/09/21 por Lusa

Mundo Covid-19

A porta-voz do Ministério da Saúde, Isabel Santos, anunciou que a vítima mortal é "um senhor de 43 anos, do distrito de Água Grande".

Segundo as autoridades, durante o mês de setembro São Tomé e Príncipe registou 13 mortes, num total de 50 óbitos registados desde o início da pandemia. 

De acordo com o boletim diário divulgado pelas autoridades locais, nas últimas 24 horas registaram-se 59 casos -- 57 na ilha de São Tomé, e dois na ilha do Príncipe - e 26 recuperações da doença em São Tomé.

Com os dados mais recentes, o arquipélago conta agora com 3.408 casos de infeção pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, entre os quais 50 óbitos e 2.706 recuperações da doença.

O arquipélago lusófono conta ainda, oficialmente, com 652 casos sob vigilância, dos quais 559 na ilha de São Tomé e 92 na ilha do Príncipe.

Destes, 639 encontram-se em isolamento domiciliar -- 547 na ilha de São Tomé e 92 na ilha do Príncipe -, um paciente encontra-se internado na ilha do Príncipe e doze na ilha de São Tomé, dos quais três em estado grave.

Na segunda-feira, a coordenadora do departamento de vigilância epidemiológica, Andresa Sousa, considerou que a situação já é "gritante" em alguns territórios do país.

"Neste momento nós temos a Região Autónoma do Príncipe que a situação é gritante, depois nós temos Lobata e a seguir Água Grande que são os de maior risco no país", descreveu, acrescentando que os outros também estão em "risco baixo".

Segundo Andresa Sousa, a Região Autónoma do Príncipe regista atualmente a taxa de Tomografia Axial Computorizada (TAC) "muito elevada" numa percentagem de "600 por 10 mil habitantes".

A coordenadora de vigilância epidemiológica apelou a população para o respeito das medidas sanitárias em vigor no país e a se vacinarem.

O boletim divulgado hoje pelo Ministério da Saúde refere que 62.278 pessoas já receberam a primeira dose da vacina, enquanto 23.013 já receberam as duas doses.

O documento esclarece ainda que nas últimas 24 horas foram vacinadas 2.612 pessoas.

Leia Também: AO MINUTO: Comparticipação vai acabar; Vacinação? Norte já superou meta

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório