Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2021
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Alemanha: Noite eleitoral fica marcada pela incerteza política

Tal como era previsível é mais fácil correr a maratona de Berlim do que conseguir a vitória direta para o Bundestag porque, apesar da frágil vantagem, o SPD precisa de negociar uma eventual coligação governamental.

Alemanha: Noite eleitoral fica marcada pela incerteza política

Pouco depois do encerramento das urnas, o candidato social-democrata Olaf Scholz disse que o resultado é um "sucesso" para o SPD - que conseguiu o melhor resultado desde Gerard Schroder - e que os alemães o querem para chanceler da Alemanha.

Apesar do constante sorriso otimista de Scholz e do resultado que dá uma ligeira vantagem aos sociais-democratas, a Alemanha prepara-se agora para um longo período de negociações e de incerteza política, que vai marcar o fim da "era Merkel".

"A noite eleitoral vai ser longa", disse Scholz na Willie Brandt Haus, a sede nacional dos sociais-democratas.

A noite eleitoral pode durar semanas ou meses porque tanto os sociais-democratas do SPD como os democratas cristãos reivindicaram a possibilidade de formação do próximo governo.

De acordo com os últimos resultados, o SPD consegue entre 25,7% e 26% dos votos e a aliança conservadora CDU/CSU, liderada por Armin Laschet, 24,5%.

Apesar da curta vantagem do SPD, os democratas cristãos dizem que têm condições para formar governo, tudo depende das alianças que conseguir alcançar.

"Nós vamos fazer tudo para podermos formar um governo dirigido pela aliança CDU/CSU", disse Laschet.

Agora tudo vai depender das negociações com os outros partidos, sobretudo com os Verdes e com os liberais do FDP.

Na sede social-democrata, os militantes brindaram com cerveja os primeiros números que foram divulgados ao princípio da noite e depois continuaram a beber, mas de forma mais silenciosa nos jardins da Willie Brandt Haus.

Scholz que saiu da sede do partido por volta das 20:00 horas (19:00 em Lisboa), regressou pouco depois tendo subido para os andares superiores do edifício.

Entretanto, os militantes na sede nacional foram desmobilizando tendo o partido marcado uma conferência de imprensa para segunda-feira ao final da manhã.

Anteriormente uma contagem divulgada pelo partido social-democrata às 21:30 (20:30 em Lisboa) indicou que o SPD e a aliança conservadora CDU/CSU podem conseguir, em conjunto, neste momento, um total de 408 lugares no Bundestag.

Outro cenário mostra que, de acordo com os votos contados, os sociais-democratas e os Verdes somam 322 lugares no Parlamento.

Ao contrário, a CDU/CSU com os Verdes não passam dos 310 deputados no parlamento.

Com todos os cenários em aberto, a mesma projeção partidária mostrava que o SPD, os Verdes e os liberais do FDP conseguem em conjunto 417 parlamentares.

O SPD, os Verdes e o Die Linke (Esquerda) atingem, em conjunto, 362 deputados.

Por outro lado, a aliança conservadora em conjunto com Verdes e FDP ficam nos 405 deputados.

Atualmente, o Parlamento Federal alemão tem 709 deputados, tratando-se do segundo maior órgão legislativo do mundo, a seguir à Assembleia Nacional Popular da República Popular da China, em número de representantes.

A contagem e a apresentação de cenários é provisória e foi apresentada na sede do SPD.

No dia das eleições legislativas na Alemanha correu-se uma maratona em Berlim, a primeira depois do início da crise sanitária e que terminou antes do encerramento das urnas.

Do ponto de vista eleitoral a corrida vai demorar muito mais tempo.

Em 2017, as negociações com vista à formação do governo prolongaram-se durante mais de 200 dias.

Leia Também: Comissário Gentiloni saúda "campanha eleitoral bem-sucedida" na Alemanha

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório