Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

OMS pede que não haja reforço com 3.ª dose antes do fim de setembro

Objetivo do apelo da OMS é fazer face à desigualdade na distribuição de vacinas contra a Covid-19.

OMS pede que não haja reforço com 3.ª dose antes do fim de setembro

A Organização Mundial de Saúde (OMS) pediu aos países que já estão a administrar a 3.ª dose da vacina contra a Covid-19 ou que planeiam fazê-lo, para esperarem, pelo menos, até ao final de setembro, de modo a fazer face à desigualdade na distribuição de vacinas.

O apelo foi feito pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, que falava na videoconferência de imprensa regular da OMS sobre a Covid-19, a partir da sede da organização, em Genebra, na Suíça.

"Necessitamos urgentemente de mudar as coisas: [passar] de uma maioria de vacinas para os países ricos para uma maioria [de vacinas] para os países pobres", afirmou Tedros Adhanom Ghebreyesus, acrescentando que a moratória deve durar "pelo menos até ao fim de setembro".

O objetivo deste apelo é permitir que, pelo menos, 10% da população de todos os países seja vacinada primeiro.

O médico etíope tem frequentemente alertado para a falta de equidade na distribuição e administração de vacinas contra a Covid-19, prejudicando os países mais pobres, sobretudo africanos. Nos países pobres 1,5 pessoas em cada 100 receberam uma dose de uma vacina, enquanto nos países ricos foram 100 em cada 100.

"Precisamos de nos concentrar nas pessoas mais vulneráveis, com maior risco de doença grave e morte, para que recebam a sua primeira e segunda doses", acrescentou Katherine O'Brien, a diretora do programa de vacinação da OMS.

O apelo surge numa altura em que vários países, como a França e o Reino Unido discutem a administração de uma terceira dose das vacinas contra a Covid-19.

A Alemanha também anunciou que vai dar uma terceira dose de reforço a idosos e outras pessoas mais vulneráveis a partir de 1 de setembro. Ainda sem datas, Espanha tenciona também avançar com a administração de uma terceira dose das vacinas Pfizer/BioNTech e Moderna.

Já Israel, começou mesmo a administrar, de forma generalizada, a terceira dose  em adultos com mais de 60 anos.

Reveja aqui a conferência de imprensa da OMS na íntegra:

[Notícia atualizada às 16h03]

Leia Também: AO MINUTO: Rt e incidência a descer; As doenças para vacinar jovens

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório