Meteorologia

  • 05 AGOSTO 2021
Tempo
27º
MIN 17º MÁX 29º

Edição

Pandemia já provocou 3.903.064 mortes em todo o mundo

A pandemia de Covid-19 já fez pelo menos 3.903.064 mortos em todo o mundo desde que a doença foi detetada na China, em dezembro de 2019, segundo o balanço da AFP realizado com base em dados oficiais.  

Pandemia já provocou 3.903.064 mortes em todo o mundo
Notícias ao Minuto

12:45 - 25/06/21 por Lusa

Mundo Covid-19

De acordo com a análise, desde o início da crise sanitária foram oficialmente diagnosticados mais de 179.931.620 casos de infeção.

Estes números têm como base os balanços comunicados diariamente pelas autoridades sanitárias de cada país, excluindo as revisões realizadas posteriormente por alguns organismos responsáveis por estatísticas.

Face à mortalidade direta e indireta ligada ao Covid-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que o balanço da pandemia pode ser duas ou três vezes mais elevado do que aquele que é oficialmente divulgado. 

Um número significativo dos casos menos graves ou assintomáticos continua a não ser detetado, apesar da intensificação dos meios de despistagem em vários países. 

Na quinta-feira, foi contabilizada a morte de mais 8.601 pessoas infetadas com o coronavírus SARS CoV-2, que causa a doença da covid-19, tendo-se registado 403.975 novos casos nas últimas 24 horas, em todo o mundo. 

Os países que registaram o maior número de mortes nos últimos balanços foram o Brasil, com mais 2.032 óbitos, a Índia (1.329) e a Colômbia (689).

Os Estados Unidos é o país mais afetado tanto em número de mortos como de infeções: 603.178 óbitos e 33.590.549 contágios desde o início da pandemia, segundo a contagem da universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais tocados pela pandemia são o Brasil, com 509.141 mortos e 18.243.483 casos, a Índia, com 393.310 mortos (30.134.445 casos), o México, com 232.068 mortos (2.493.087 casos) e o Peru, com 191.286 (2.040.168 casos).

Entre os países mais duramente afetados, o Peru é o que lamenta o maior número de mortos, tendo em conta a população, com 580 mortos por cada 100 mil habitantes, seguido da Hungria (310), Bósnia (294), República Checa (283) e Macedónia do Norte (263).

A América Latina e as Caraíbas totalizaram 1.255.002 mortes e 36.698.515 casos, a Europa 1.162.741 mortes (54.159.408 casos), os Estados Unidos e Canadá 629.370 mortes (35.002.183 casos), a Ásia 566.428 mortes (39.542.247 casos), o Médio Oriente 148.827 mortes (9.159.690 casos), a África 139.574 mortes (5.316.839 casos) e a Oceânia 1.122 mortes (52.744 casos).

Leia Também: AO MINUTO: Vacinação indevida foi "desobediência". AML volta a restrições

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório