Meteorologia

  • 25 JULHO 2021
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Onda de calor histórica em Moscovo atinge recorde com 120 anos

Capital da Rússia tem vivido uma semana de verdadeiro verão. 'Chave' do mistério são as alterações climáticas.

Enquanto Portugal está a viver uns primeiros dias de verão envergonhado, o sol está com todo o vigor... na Rússia. Moscovo, a capital, soma temperaturas altíssimas para o normal nesta altura do ano, com os valores a atingirem um recorde que não ocorria há 120 anos. 

Esta onda de calor história levou a cidade aos 34.7 graus Celsius durante esta segunda-feira, o mesmo valor máximo que se registou num dia de junho em 1901. Marina Makarova, meteorologista, indicou à Agência France-Presse (AFP) que este "aumento de temperatura ocorrido em Moscovo não tem precedentes" durante mais de um século. 

A 'chave' que explica este mistério é apenas uma, conclui a especialista: "Isto ocorre por causa das alterações climáticas a nível global". 

Já São Petersburgo, a segunda maior cidade da Rússia, bateu um recorde que datava de 1998, ao ter um dia em que as temperaturas foram de 34 graus Celsius. 

De lembrar que, de acordo com a AFP, a temperatura mais alta que se fez sentir em Moscovo desde que há registo foi de 38 graus, em julho de 2010, quando a região foi assolada por uma onda de calor e violentos incêndios. 

Veja, na galeria acima, algumas das imagens da onda de calor. 

Leia Também: Embaixador dos EUA regressa a Moscovo "esta semana"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório