Meteorologia

  • 28 JULHO 2021
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 29º

Edição

8.500 refugiados expulsos de acampamento na República Centro-Africana

Cerca de 8.500 refugiados foram expulsos de um acampamento improvisado na República Centro-Africana, informou hoje a organização não-governamental Médicos Sem Fronteiras (MSF).

8.500 refugiados expulsos de acampamento na República Centro-Africana

Em comunicado, a MSF refere que o acampamento localizado em Bambari, cerca de 380 quilómetros a nordeste da capital do país africano, Bangui, foi quase totalmente consumido por um incêndio.

A ONG não dá uma explicação sobre as causas do incêndio, mas menciona que um confronto ocorreu na noite de sexta-feira, 4 de junho, entre "forças governamentais" e "grupos armados não estatais", próximo do acampamento.

No dia seguinte, os soldados chegaram e ordenaram que os refugiados deixassem o local imediatamente, segundo testemunhas citadas pela MSF.

Os moradores de zonas vizinhas aproveitaram a situação para saquear os bens dos refugiados, como cabras e colchões, e posteriormente deu-se o incêndio, acrescentaram os deslocados.

O acampamento abrigava pessoas de comunidades na sua maioria seminómadas, ali concentradas desde dezembro, devido a combates intensos em várias regiões, adianta a MSF.

Epicentro da guerra civil no país, que atingiu o seu auge entre 2013 e 2017, Bambari voltou a ser palco de confrontos desde a ofensiva rebelde em curso, que visa derrubar o regime do Presidente Faustin Archange Touadéra.

O governo centro-africano afirma que a cidade está agora sob seu controle.

Com apoio de paramilitares russos, o governo tem vindo a recuperar algumas vilas antes sob controlo dos grupos armados.

Leia Também: Refugiados. Líder do ACNUR defende inclusão social dos migrantes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório