Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

EUA apelam a israelitas e palestinianos para evitarem provocações

Os Estados Unidos apelaram hoje a israelitas e palestinianos para "evitar provocações" que possam reacender o conflito, depois de o Estado hebreu ter autorizado uma controversa marcha de militantes da extrema-direita de Israel em Jerusalém.

EUA apelam a israelitas e palestinianos para evitarem provocações
Notícias ao Minuto

21:14 - 09/06/21 por Lusa

Mundo Médio Oriente

importante que todas as partes se abstenham de tomar decisões que possam exacerbar as tensões e que tomem também medidas para evitar provocações e escaladas" de violência, disse o porta-voz do Departamento de Estado norte-americana, Ned Price.

Terça-feira, o governo israelita autorizou a realização, a 15 deste mês, da marcha, mesmo depois de o movimento islâmico palestiniano Hamas, no poder na Faixa de Gaza e que se opôs a Israel durante o conflito em maio, ter ameaçado com uma escalada da violência se a manifestação fosse mantida.

Questionado sobre a decisão israelita, Ned Price disse tratar-se de uma situação "delicada" e referiu que não pretende "colocar desnecessariamente os holofotes" num evento em particular.

"Todos nós observámos o que precipitou o último surto de violência. Continuamos a falar em privado, a estabelecer um diálogo privado com israelitas e palestinianos e com outros na região para evitar decisões que exacerbem essas tensões", argumentou.

Os apelos internacionais para a suspensão da marcha têm-se multiplicado, temendo-se o reacender das tensões.

Terça-feira, o enviado da ONU para o Oriente Médio, Tor Wennesland, também pediu a Israel e ao Hamas para que se abstenham de "provocações" e que "mostrem contenção" com o objetivo de consolidar o cessar-fogo, que entrou em vigor a 21 de março.

Leia Também: Médio Oriente: Há condições para retomar o Quarteto, diz ministro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório