Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

Número de mortos em naufrágio na Nigéria aumenta para 60

Pelo menos 60 pessoas morreram no acidente de barco que ocorreu no rio Níger na passada quarta-feira, indicaram as autoridades nigerianas, segundo as quais 83 passageiros ainda continuam desaparecidos.

Número de mortos em naufrágio na Nigéria aumenta para 60
Notícias ao Minuto

17:56 - 28/05/21 por Lusa

Mundo Nigéria

O barco com mais de 160 passageiros, incluindo muitas crianças e mulheres, afundou-se depois de ter embatido contra um objeto e se ter partido ao meio, quando viajava ao longo do maior rio da Nigéria, no estado de Kebbi, na parte noroeste do país.

As equipas de emergência continuaram hoje os esforços para encontrarem os restantes passageiros desaparecidos.

Os corpos encontrados estão a ser transportados, pelas equipas, do barco, localizado perto da margem do rio, para uma ambulância que se encontra no local à espera.

Na quinta-feira, as equipas de emergência e busca encontraram mais 55 corpos, o que elevou o número de mortos para 60 até agora, segundo Sani Dododo, presidente da Agência de Gestão de Emergências do Estado de Kebbi.

"Esperamos recuperar mais corpos na sexta-feira [hoje]", afirmou, acrescentando que receia que os 83 passageiros ainda desaparecidos possam não ser encontrados vivos.

Vinte e dois passageiros foram resgatados pouco depois do acidente, mas nenhuma outra pessoa foi encontrada viva desde então.

Entre os mortos estava um bebé com menos de 1 ano.

Porém, os esforços para encontrar os desaparecidos estão a ser lentos, porque o nível das águas do rio subiu e as correntes estão fortes, o que torna as condições perigosas para os mergulhadores e os elementos que estão a fazer buscas em barcos, disse Dododo.

Até agora, ainda não é claro qual o motivo que causou o rompimento do barco, que viajava do estado nigeriano do Níger para a cidade de Wara, no estado de Kebbi.

O barco de madeira, que estava em mau estado, transportava mais do dobro do número de passageiros permitido a bordo, disseram as autoridades, na quarta-feira.

"Quando o barco partiu em dois, perguntei-me se as pessoas se iriam salvar", disse Usman Umar, um dos poucos passageiros que sobreviveu, à agência de notícias francesa, AFP, na quinta-feira.

"Nós, os sobreviventes, não somos mais de 20", afirmou.

Na quarta-feira à noite, o Presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, descreveu o acidente como "terrível" e apresentou as suas condolências às famílias, sem fazer uma avaliação oficial da catástrofe na sua declaração.

O navio transportava também uma carga de sacos de areia de uma mina de ouro próxima, disse Abdullahi Buhari Wara, o chefe administrativo do distrito de Ngaski no estado de Kebbi.

No início de maio, um barco sobrelotado virou-se no estado do Níger, matando 30 pessoas. O navio, transportando cerca de 100 pessoas, partiu-se em dois, após ter atingido um cepo durante uma tempestade, enquanto regressava de um mercado.

Os acidentes de barco são comuns na Nigéria, especialmente no rio Níger, por causa de sobrecarga, o mau estado de muitos barcos, e detritos debaixo de água nos quais as embarcações embatem frequentemente.

O Níger, um dos três maiores rios do continente africano, depois do Nilo e do Congo, é a principal via navegável da África Ocidental.

Leia Também: 30 corpos recuperados de naufrágio na Nigéria. Mais de 100 desaparecidos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório