Meteorologia

  • 17 MAIO 2022
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 25º

Covid-19. EMA aprova vacinas da Pfizer em adolescentes dos 12 aos 15 anos

Mas "será cada Estado-membro que decidirá, individualmente, se e quando usar esta vacina nos adolescentes no futuro", ressalvou a EMA. Decisão foi conhecida esta sexta-feira em conferência de imprensa.

Covid-19. EMA aprova vacinas da Pfizer em adolescentes dos 12 aos 15 anos
Notícias ao Minuto

15:37 - 28/05/21 por Notícias ao Minuto

Mundo Covid-19

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) aprovou, esta sexta-feira, a utilização das vacinas da Pfizer em adolescentes ente os 12 e os 15 anos. Contudo, explicou o organismo em conferência de imprensa, "será cada Estado-membro" a decidir se as usará ou não nesta faixa etária.

O Comité "aprovou hoje o uso da vacina da Pfizer/BioNTech em adolescentes dos 12 aos 15 anos", começou por indicar Marco Cavaleri, responsável pela Estratégia de Vacinas da EMA, recordando que "a vacina já era autorizada em pessoas com 16 anos ou mais".

Agora, "temos informação que mostra que a vacina também é segura" entre estas idades (12 a 15 anos), acrescentou. Esta recomendação do Comité Científico da EMA vai ser transmitida à Comissão Europeia que irá emitir "a aprovação final". 

"Será, depois, cada Estado-membro que decidirá, individualmente, se e quando usar esta vacina nos adolescentes no futuro", esclareceu ainda Cavaleri, frisando que alargar a "proteção de uma vacina segura e eficaz a uma população mais jovem é um importante passo na luta contra esta pandemia". 

O uso da vacina da Pfizer em adolescentes é igual ao dos adultos, sendo que "são requeridas duas doses" administradas com "um intervalo de, pelo menos, três semanas". 

Segundo o regulador europeu do medicamento, a eficácia da vacina nesta faixa etária foi demonstrada num ensaio clínico com aproximadamente 2 mil participantes, com a resposta imunitária a revelar-se semelhante, e por vezes "melhor", à de jovens adultos.

No ensaio, nenhum dos adolescentes vacinados teve Covid-19 ou foi infetado pelo coronavírus SARS-CoV-2, ao contrário do que sucedeu com 16 participantes de um grupo de controlo, aos quais foi administrado um placebo, descreveu Marco Cavaleri. "Os dados mostram que a vacina protege esta população da doença", afirmou ainda, acrescentando que a fórmula da Pfizer/BioNTech "é bem tolerada".

Reveja a conferência da Agência Europeia do Medicamento: 

Esta é, assim, a primeira vacina contra a Covid-19 autorizada para os mais jovens na União Europeia. No passado dia 25, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que esperava a autorização da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para começar a imunizar jovens dos 12 aos 15 anos com a vacina da PfizerBioNtech ainda este mês.

No passado dia 10, a vacina contra a Covid-19 da Pfizer-BioNTech foi autorizada nos Estados Unidos para para crianças e adolescentes entre os 12 e os 15 anos de idade, tornando-se no primeiro imunizante a ser autorizado para jovens neste intervalo de idades.

Sublinhe-se ainda que as vacinas da Moderna e da Johnson&Johnson só podem ser administradas pessoas com 18 ou mais anos.

[Notícia atualizada às 15h58]

Leia Também: Todas as vacinas AstraZeneca estão a ser usadas "para acelerar vacinação"

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório