Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Estados Unidos autorizam vacina da Pfizer a partir dos 12 anos

O regulador norte-americano do medicamento (FDA) alargou o uso emergencial da vacina da Pfizer para jovens entre os 12 e os 15 anos de idade.

Estados Unidos autorizam vacina da Pfizer a partir dos 12 anos

A vacina contra a Covid-19 da Pfizer-BioNTech foi autorizada nos Estados Unidos para para crianças e adolescentes entre os 12 e os 15 anos de idade, tornando-se no primeiro imunizante a ser autorizado para jovens neste intervalo de idades, conforme reporta a CNN.

A entidade reguladora para os alimentos e os medicamentos (FDA), que tinha já autorizado a imunização com este fármaco a adolescentes acima dos 16 anos, anunciou agora o alargamento do uso emergencial a partir dos 12 anos.

Sublinhe-se que as vacinas da Moderna e da Johnson & Johnson só podem ser administradas pessoas com 18 ou mais anos.

A 'luz verde' para a utilização do fármaco da Pfizer (desenvolvida em parceria com a BioNTech) vai permitir a vacinação de milhares de estudantes antes do início do próximo ano letivo, a meio do segundo semestre.

"Isto é um momento que divide as águas na nossa capacidade de combater a pandemia", disse à Associated Press (AP) Bill Gruber, vice-presidente da Pfizer.

A Pfizer tinha solicitado a aprovação de utilização de emergência ao regulador em abril, indicando que, no final de março, os ensaios clínicos envolvendo 2.260 crianças e jovens entre os 12 e os 15 anos provaram a sua eficácia e uma elevada taxa de tolerância.

A vacinação efetiva destas faixas etárias só deverá começar, porém, após a devida aprovação da Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC), que se irá reunir na quarta-feira.

A administração norte-americana já deu indicação de se que irá mobilizar rapidamente para preparar a imunização a partir dos 12 anos através do programa federal de farmácias, pediatras e médicos de família.

A expansão da vacinação a esta faixa etária significa a cobertura de mais 5% da população do país - quase 17 milhões de pessoas -, tornando, nessa altura, 85% dos americanos elegíveis para serem vacinados.

Leia Também: AO MINUTO: Vacinação segue sem "constrangimentos". Pede-se fim da cerca

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório