Meteorologia

  • 14 MAIO 2021
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 23º

Edição

Navalny: Proibida manifestação coincidente com discurso de Putin

As autoridades russas rejeitaram hoje o pedido para realizar uma manifestação na quarta-feira a favor do líder oposicionista Alexei Navalny, coincidindo com o discurso do Presidente Vladimir Putin sobre o Estado da Nação.

Navalny: Proibida manifestação coincidente com discurso de Putin

O departamento de Segurança Regional da Câmara Municipal de Moscovo alegou que o pedido fora feito por pessoas que não residem na cidade, numa referência aos aliados de Navalny no exílio, para recusar o pedido da manifestação, e ainda que na capital russa é estritamente proibido realizar eventos públicos por causa da pandemia de covid-19.

As autoridades russas avisaram que, caso a manifestação se realize, os seus organizadores e participantes poderão ser objeto de processos administrativos ou criminais.

No mesmo sentido, o Ministério do Interior pediu na segunda-feira aos russos que se abstenham de participar em atividades não autorizadas e que não compareçam nos pontos de encontro designados pelos organizadores.

O Ministério do Interior salientou que tomará "todas as medidas" para manter a lei e a ordem nos locais do protesto anunciado pelos apoiantes de Navalny, o opositor russo detido e em greve de fome, cujo estado de saúde inspira cuidados, que coincidirá com o discurso anual do Presidente russo perante a Assembleia Federal.

Na próxima segunda-feira, o Tribunal Municipal de Moscovo começará a avaliar o pedido do Ministério Público para declarar como "organização extremista" várias associações ligadas a Alexei Navalny, incluindo os seus escritórios regionais de campanha.

A Procuradoria-Geral russa anunciou na passada sexta-feira que procuradores tinham feito uma inspeção a várias organizações e escritórios de movimentos políticos apoiantes do líder oposicionista, incluindo o Fundo Anticorrupção Navalny, que chegou a acusar vários altos funcionários do Estado de enriquecimento ilícito.

As autoridades alegam que os seus "reais objetivos são criar condições para alterar a ordem constitucional", aludindo às revoltas populares promovidas por associações nos arredores de Moscovo.

No final de março, a equipa de Navalny lançou uma campanha 'online' para reunir 500 mil pessoas dispostas a sair às ruas para exigir a libertação do opositor do regime.

Contudo, perante a deterioração do estado de saúde de Navalny, que se encontra detido, foi decidido realizar a manifestação, mesmo que não estivesse reunido aquele número de participantes.

Segundo os colaboradores de Navalny, a vida do político "está por um fio", com graves problemas de saúde e sem poder ver o seu médico de confiança, tendo, por isso, declarado uma greve de fome, no dia 31 de março.

Vários médicos, incluindo Anastasia Vassilieva, a médica pessoal do líder oposicionista, foram hoje impedidos de entrar na colónia penal onde Navalny está hospitalizado.

Vassilieva considera que as autoridades estão a desrespeitar as leis nacionais e os tratados internacionais, impedindo o acesso ao seu paciente.

"É uma atitude muito desrespeitosa para as pessoas que têm o dever médico de auxiliar um doente", disse a médica, em declarações no exterior da colónia penal, onde foi impedida de entrar.

Leia Também: Merkel preocupada com saúde de Navalny mas defende relações com Rússia

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2021 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório