Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Brasil. Filha partilha última mensagem da mãe que morreu com Covid-19

Na mensagem, a mãe explicou à filha que tinha de ser internada nos cuidados intensivos, mas não havia vaga. Poucos dias depois, Valéria Heloísa, de 42 anos, morreu.

Brasil. Filha partilha última mensagem da mãe que morreu com Covid-19

Giulia Dias, de 23 anos, partilhou no Twitter a última conversa, via chat, que teve com a mãe, que morreu infetada com Covid-19, no Brasil. A publicação, que emocionou os internautas, já se tornou viral.

"Eu vou para a UTI [Unidade de Cuidados Intensivos], só que não tem vaga em lado nenhum. Amo vocês", escreveu a mãe na mensagem que enviou a Giulia.

Em resposta, a filha pediu à mãe que se mantivesse "firme" para que a pudesse ver terminar a universidade e acompanhá-la ao longo da vida.

Porém, este é o último registo que Giulia guardou de uma troca de mensagens com a mãe, que morreu "por Covid-19 e tinha só 42 anos. Deixa três filhas, uma de oito anos, para trás. Usem máscara, não saiam se não for necessário, por favor", apelou a jovem na publicação nas redes sociais.

O desabafo de Giulia deixou ainda os internautas mais comovidos quando esta escreveu que reconheceu o corpo da mãe, escolheu o caixão, fez o velório e "mesmo assim não parece que é real. A sensação é estar presa num sonho".

Notícias ao Minuto Mensagem que Giulia trocou com a mãe© Reprodução | Twitter

Em entrevista à Marie Claire, a jovem detalhou que a mãe, Valéria Heloísa, foi internada no dia 21 de fevereiro e foi piorando à medida que os dias foram passando. No dia 27, precisou de ser encaminhada para os cuidados intensivos, mas não havia camas disponíveis.

"A única cama que encontrámos disponível era em Santa Maria, a umas 5 horas de viagem e os médicos avisaram que ela não aguentaria", explicou a filha, acrescentando que a mãe morreu na terça-feira seguinte, dia 2 de março.

Em reação à publicação de Giulia, vários utilizadores do Twitter relataram também as perdas de familiares para a Covid-19.

O Brasil, com 212 milhões de habitantes, atravessa o seu momento mais crítico da pandemia, sendo que chegou ontem a 10,9 milhões de diagnósticos de infeção (10.938.836) e acumula 264.325 mortes devido ao novo coronavírus.

Leia Também: Brasil. Homem infetado detido por cuspir em puxadores de carros

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório