Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Mais de 20 mil adolescentes da Roménia foram mães ou abortaram em 2019

Um total de 16.639 adolescentes deram à luz na Roménia em 2019 e outras 4.290 da mesma faixa etária abortaram durante esse ano no país balcânico, indicam números oficiais hoje divulgados.

Mais de 20 mil adolescentes da Roménia foram mães ou abortaram em 2019
Notícias ao Minuto

16:15 - 23/02/21 por Lusa

Mundo Roménia

"[Em 2019] 10% dos nascimentos registados foram de mães adolescentes", de até 19 anos, revelou a secretária de Estado do ministério da Saúde, Andreea Moldovan, citada no portal digital noticioso romeno Hotnews.

"Estes números fornecem uma ideia da gravidade do problema e de quanto está por fazer", disse Moldova.

A secretária de Estado explicou que os dados provêm de um estudo realizado pelo Instituto Nacional para o Desenvolvimento da Criança, em colaboração com o Instituto Nacional de Saúde Pública e a Universidade Carol Davila.

Moldova, que é médica, sublinhou que a gravidez destas adolescentes termina muitas vezes em abortos, que implicam com frequência complicações para a mãe o filho.

As gravidezes adolescentes resultam também em elevadas taxas de insucesso escolar e de abandono de recém-nascidos nas maternidades do país.

Segundo um recente estudo da UNICEF, o organismo da ONU para a infância, a Roménia, juntamente com a Bulgária, é o país da União Europeia (UE) com a mais elevada taxa de gravidez entre as adolescentes.

Esta situação ocorre em particular nos meios rurais e zonas urbanas pobres e é "seis vezes mais habitual entre as adolescentes romani [ciganas]" do que entre as menores romenas que não são de etnia cigana devido a certas tradições, incluindo o casamento infantil, precisa o estudo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório