Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2021
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Inglaterra prepara plano de retorno à normalidade. Eis o que se espera

Plano será hoje apresentado no parlamento britânico.

Inglaterra prepara plano de retorno à normalidade. Eis o que se espera

O primeiro-ministro britânico deve apresentar hoje no parlamento aquele que é o seu plano de alívio às medidas de restrição em Inglaterra.

O The Guardian já se antecipou e publicou aquelas que devem ser as medidas a ser apresentadas, ainda hoje, por Boris Johnson.

Os detalhes serão apresentados numa declaração no Parlamento esta tarde, seguida por uma conferência de imprensa no final do dia, mas Johnson vincou que o alívio das restrições vai ser feito "cautelosamente", com base em fatores epidemiológicos, de saúde, sociais e económicos.

1.ª fase

Segundo esta publicação, o alívio das medidas começa a 8 de março, altura em que serão reabertas todas as escolas do ensino primário ao secundário. Isto, pese embora, não obtenha a aprovação de várias associações educativas.

A par disso, também os lares e residências seniores terão um alívio nas restrições às visitas, com utentes e familiares a poderem a partir desde dia dar as mãos.

No que concerne à vida social, passará a ser possível duas pessoas encontrarem-se na rua para beber um café, uma bebida ou fazer um piquenique.

Um segundo período desta primeira fase de alívio acontece a 29 de março, altura em que as escolas fecham para o período de férias da Páscoa. Nesta altura, começam a ser permitidas reuniões com até seis pessoas no exterior. Esta medida visa dar maior flexibilidade às famílias para se reunirem na rua, onde o risco de transmissão é menor.

Vão ser reabertos os campos de ténis, basquetebol e de golfe para a prática desportiva e prepara-se o regresso de atividades desportivas de grupo como o futebol.

Durante este período, o governo prossegue com o plano de vacinação e espera ter vacinada toda a população com mais de 50 anos até 15 de abril.

2.ª fase

A segunda fase do desconfinamento começa no final de abril. Nesta fase, poderá haver a reabertura de serviços de hotelaria, mas com algumas limitações, bem como a reabertura do comércio não essencial. As universidades também podem obter autorização para reabrir os seus campos.

3.ª fase

Em meados de maio, bares e restaurantes podem reabrir, ainda que com limitações em termos do número de clientes e questões de distância social.

Também cabeleireiros e centros de estética devem receber 'luz verde' para retomar os seus negócios. As famílias passam a ter autorização para fazer pequenas viagens pelo Reino Unido.

4.ª fase

A última fase caracteriza-se pelo alívio das restrições no que aos contactos sociais diz respeito, com aos britânicos a poderem reunir-se dentro de suas casas.

O ministro da Saúde Matt Hancock também já disse estar confiante quanto às férias do verão, pelo que em junho poderá haver um alívio nas medidas relacionadas com o turismo.

Tudo isto, note-se, acontecerá sempre com algumas restrições e cuidados de segurança e higiene a ter em atenção, refere a publicação britânica.

"As nossas decisões serão tomadas com base nos dados mais recentes para cada etapa, e seremos cautelosos nessa abordagem para não desfazer o progresso que alcançámos até agora e os sacrifícios que cada um fez", disse Boris Johnson, num comunicado.

Leia Também: AO MINUTO: Hoje há (nova) reunião do Infarmed; Vacina 'porta a porta'

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório