Meteorologia

  • 23 ABRIL 2021
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Morreu o capitão Tom Moore, o "herói" que angariou milhões para o NHS

O veterano da Segunda Guerra Mundial que conseguiu angariar 37 milhões de euros para o sistema de saúde britânico (NHS) tinha sido hospitalizado com Covid-19 no domingo.

Morreu o capitão Tom Moore, o "herói" que angariou milhões para o NHS

Morreu esta terça-feira o capitão Sir Tom Moore, anuncia a BBC. O centenário testou positivo para o vírus SARS-CoV-2 e foi hospitalizado no domingo, para ser tratado para pneumonia.

"É com grande pesar que anunciamos a morte do nosso pai, Capitão Sir Tom Moore", indicou a família em comunicado à imprensa.

"O último ano de vida do nosso pai foi verdadeiramente notável. Ele rejuvenesceu e fez coisas com as quais sempre sonhou. Embora ele tenha estado em tantos corações por pouco tempo, ele foi um pai e avô incrível, e ele permanecerá vivo nos nossos corações para sempre", indicaram os familiares, pela rede social Twitter.

Moore tinha sido internado no hospital de Bedford no domingo por necessidade de ajuda respiratória, na sequência de complicações com uma pneumonia que entretanto foi agravada pelo coronavírus.

Tom Moore, veterano da Segunda Guerra Mundial, de 100 anos de idade, foi alvo, no fim de semana, de várias mensagens de melhoras, incluindo do primeiro-ministro britânico. "Inspirou a nação", indicou Boris Johnson.

Downing Street já anunciou, em resposta, que a bandeira do N.º 10, residência do governo britânico, foi colocada a meia-haste em honra do idoso. A rainha de Inglaterra também já enviou condolências à família.

Sir Tom Moore foi no ano passado ordenado cavaleiro da Ordem do Império Britânico pelos seus esforços em angariar milhões de euros para o NHS, através de um desafio que impôs a si próprio, ao completar 100 voltas ao seu jardim antes de celebrar o seu 100.º aniversário, que aconteceu em abril.

Graças à partilha do seu desafio nas redes sociais e comunicação social, conseguiu ultrapassar o objetivo de angariar 1.000 libras (1.128 euros) e chegou a cerca de 33 milhões de libras (37 milhões de euros) de donativos para o serviço nacional de saúde britânico.

A recomendação para a atribuição do título partiu do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e foi aprovada pela rainha Isabel II. Num comunicado, Johnson realçou que a "fantástica angariação de fundos" de Tom Moore "bateu recordes" e "inspirou o país inteiro". "Em nome de todas as pessoas que foram tocadas por esta estória incrível, quero dizer um grande obrigado. Ele é um verdadeiro tesouro nacional", disse o governante, na altura.

[Notícia atualizada às 18:38]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório