Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2021
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Infeções na Rússia abaixo de 20 mil pela primeira vez desde novembro

O número de infeções diárias de covid-19 na Rússia caiu, pela primeira vez desde 03 de novembro, abaixo de 20.000 pessoas, tendo sido registados 19.290 casos nas últimas 24 horas, anunciou o centro operacional de combate ao coronavírus.

Infeções na Rússia abaixo de 20 mil pela primeira vez desde novembro
Notícias ao Minuto

10:24 - 25/01/21 por Lusa

Mundo Covid-19

No total, 3,73 milhões de casos de coronavírus foram notificados no país desde o início da pandemia, em março de 2020, e 69.918 mortes, de acordo com as autoridades.

Nas últimas 24 horas, morreram 456 pessoas por causas ligadas à doença, num país onde as autoridades não quiseram impor restrições severas, como na primavera passada, e onde a campanha de vacinação em massa começou há uma semana.

Em Moscovo, o epicentro da pandemia na Rússia, foram detetados 2.382 casos de covid-19 no último dia, o que representa o melhor número desde pelo menos 30 de setembro.

Na capital, foram registados desde o início da pandemia 915.508 casos confirmados e 13.030 óbitos, já contabilizando a morte de 61 pessoas nas últimas horas.

Em Moscovo, onde mais de 220.000 cidadãos foram vacinados até agora, são aplicadas algumas restrições, como a obrigação de pelo menos 30% da força de trabalho das empresas ficar em teletrabalho, a recomendação de que os maiores de 65 anos fiquem em casa ou a redução para metade da capacidade dos cinemas, teatros e salas de concerto.

Em São Petersburgo, a segunda cidade russa mais afetada pela pandemia, as infeções também diminuíram no último dia, registando-se 2.116 novos casos, o número mais baixo desde 16 de novembro.

Nesta cidade, antiga capital do império, foram registados 209.671 casos de covid-19 desde março do ano passado e 9.374 mortes. No último dia 59 morreram pessoas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.121.070 mortos resultantes de mais de 98,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

;
Campo obrigatório