Meteorologia

  • 07 MARçO 2021
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

OMS e Pfizer assinam acordo para 40 milhões de vacinas

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou hoje que a plataforma COVAX, de distribuição de vacinas contra a covid-19, assinou um acordo com a Pfizer-BioNTech para adquirir 40 milhões de vacinas.

OMS e Pfizer assinam acordo para 40 milhões de vacinas
Notícias ao Minuto

19:19 - 22/01/21 por Lusa

Mundo Covid-19

Numa conferência de imprensa virtual a partir de Genebra Tedros Adhanom Ghebreyesus disse também que espera que quase 150 milhões de vacinas AstraZeneca-Oxford estejam disponíveis para distribuição pela COVAX, plataforma liderada pela OMS para uma distribuição equitativa das vacinas contra a covid-19, no primeiro trimestre deste ano.

"Juntos, estes anúncios significam que a COVAX poderia começar a entregar doses em fevereiro, desde que possamos finalizar um acordo de fornecimento para a vacina Pfizer/BioNTech, e uma listagem de utilização de emergência para a vacina AstraZeneca/Oxford. A COVAX está a caminho de entregar dois mil milhões de doses até ao final deste ano", disse o responsável.

Tedros Adhanom Ghebreyesus salientou também o compromisso dos Estados Unidos de aderir ao mecanismo COVAX, que leva a que a OMS fique "mais perto" de cumprir a promessa de distribuição equitativa de vacinas em todo o mundo.

O diretor executivo da farmacêutica Pfizer, Albert Bourla, que participou na conferência de imprensa, afirmou-se comprometido com a partilha das vacinas e com o apoio aos países menos desenvolvidos e disse que as vacinas serão fornecidas a preço de custo e que serão entregues no primeiro trimestre deste ano.

Seth Berkley, diretor executivo da GAVI -- Aliança para as Vacinas (que faz parte do mecanismo COVAX), que participou igualmente na conferência de imprensa, disse ter a expectativa de poder distribuir este ano 2,5 mil milhões de vacinas e proteger 27% da população mundial.

O responsável disse que em breve vai informar os países do mecanismo quando serão enviadas as primeiras vacinas, admitindo que possa ser em fevereiro

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 2.092.736 mortos resultantes de mais de 97,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal morreram 9.920 pessoas dos 609.136 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Leia Também: AO MINUTO: Nova estirpe "mais mortal"; Portugal de "alta incidência"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório